SETEMBRO AMARELO

Influenciadora Cacau Luz e sua rede de apoio às seguidoras

Com interação contínua com diversas seguidoras que a acompanham fielmente


Cacau Luz

Cacau Luz Foto: Lucas Morais Meticuloso

Ela poderia ser mais uma das mulheres que são influenciadoras digitais espalhadas pelo mundo, mas a luz de Cacau lhe faz diferente e com um público crescente nas redes sociais.

"O papel social de uma influenciadora digital transcende as simples postagens de fotos ou os famosos publipost", assim Cacau Luz define sua atuação nas redes sociais.

Com interação contínua com diversas seguidoras que a acompanham fielmente, Cacau Luz aborda temas comuns à maioria das mulheres modernas, tais como o universo das makes, moda e a rotina da maternidade real.

Com esses assuntos, Cacau tornou-se cada vez mais próxima de muitas mulheres que se inspiram e buscam nas postagens força para seguir as dificuldades do dia a dia.

"Tenho um grupo de conversas por aplicativo, com as seguidoras que mais interagem e lá por vezes dou conselhos e as incentivo a buscar sempre o melhor. Mas certamente, as mensagens por direct que recebo com pessoas que agradecem por minhas postagens, principalmente por servirem de inspiração e entretenimento para esquecer os momentos difíceis, me emociona e me encoraja a sempre tentar conteúdos que estimulem a autoestima feminina", revela Cacau Luz.

Durante todo este mês de setembro, Cacau Luz fez uma campanha de conscientização para a prevenção ao suicídio. Nacionalmente, a campanha intitulada Setembro Amarelo é amplamente divulgada desde 2014 quando foi oficialmente criada pela Associação Brasileira de Psiquiatria e o Conselho Federal de Medicina.

A influenciadora digital fez lives com psiquiatras e psicólogos que esclareceram detalhes de como ajudar na prevenção de suicídios que anualmente mata mais de 12 mil pessoas, somente no Brasil.

Dentre os assuntos abordados nas lives, Cacau Luz e os profissionais escolhidos falaram sobre os benefícios da psicoterapia (Dr. Felipe Santiago), responderam questões enviadas pelos seguidores (Dr. João Cronemberger), além de uma abordagem sobre a psiquiatria e o suicído (Dra. Laís Lundstedt Kahtalian) e para finalizar, os relacionamentos abusivos (Dr. Rafael Nogui).

Cacau Luz destaca que a ideia de criar uma programação de lives para falar sobre este assunto surgiu da série de directs que ela recebe de mulheres com problemas de  autoestima ou em depressão. "Eu quero ajudar, tento mandar sempre mensagens positivas, mas a ajuda profissional é fundamental e por isso resolvi aproximar meu público de psicólogos e psiquiatras", finaliza Cacau Luz (@cacau.luz).

A influenciadora digital mesmo abordando essas questões mais sérias não deixa de lado seu maior atrativo que são as dicas de maquiagens para mulheres comuns que querem truques para se sentirem mais produzidas no dia a dia ou em ocasiões especiais.

Próxima notícia

Dê sua opinião: