IBGE

PIB de Lagoa do Barro do Piauí foi o que mais cresceu no país, em 2018

Esse aumento expressivo no PIB deveu-se aos investimentos realizados no município para a criação de complexos de geração de energia eólica


Aerogeradores de energia eólica no Piauí

Aerogeradores de energia eólica no Piauí Foto: Ascom

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 9IBGE) divulgou nesta quarta-feira, 16, o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) dos Municípios referente ao ano de 2018. O estudo traz informações sobre as principais atividades econômicas (agropecuária, indústria, serviços e administração pública) em todos os municípios do país.

Dentre os municípios com maior variação nominal do PIB no país em 2018, Lagoa do Barro do Piauí apresentou o maior crescimento, da ordem de 374,01%. Em 2017, o município havia registrado um PIB de R$ 37,3 milhões, tendo aumentado para R$ 176,8 milhões em 2018. Lagoa do Barro subiu 2.420 posições no ranking do PIB dos municípios do país, passando da posição 5.271, em 2017, para a posição 2.851, em 2018. Esse aumento expressivo no PIB deveu-se aos investimentos realizados no município para a criação de complexos de geração de energia eólica.

Segundo a diretora de Estudos Econômicos e Sociais da secretaria estadual de Planejamento (SEPLAN), Fernanda Moita, esses crescimentos astronômicos são mais ligados à matemática e não representam necessariamente o crescimento do município em si.

“Como são regiões com um PIB muito baixo, qualquer estímulo faz com que eles tenham um aumento. Mas isso não significa uma mudança na economia”, disse a economista ao Piauí Hoje.

Dentre os dez maiores aumentos percentuais no PIB dos municípios do país, destacou-se, ainda, o município piauiense de Caldeirão Grande do Piauí, que apresentou um crescimento de 135,42%. Em 2017, o município havia registrado um PIB de R$ 45,5 milhões, tendo aumentado para R$ 107,1 milhões em 2018.

Caldeirão Grande do Piauí subiu 1.314 posições no ranking do PIB dos municípios do país, passando da posição 5.037, em 2017, para a posição 3.723, em 2018. Da mesma forma como ocorreu com o município de Lagoa do Barro, o crescimento observado no PIB de Caldeirão Grande do Piauí deveu-se aos investimentos realizados na geração de energia eólica.

Próxima notícia

Dê sua opinião: