COMPRAS

Piauí Delivery é opção para os piauienses no Dia das Mães

O site permite que consumidores façam compras pela internet e recebam em casa.


Delivery

Delivery Foto: Autoria desconhecida/Google

O Dia das Mães se aproxima, uma das datas que mais movimentam a economia durante o ano. Com a pandemia do novo coronavírus, as compras presenciais ficam impossibilitadas por conta do distanciamento social recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para garantir que consumidores não deixem de presentear suas mães, o Governo do Piauí, em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Piauí (FCDL) e o Sebrae, lançou a plataforma Piauí Delivery, que permite que consumidores façam compras pela internet e recebam os produtos em casa. A novidade está disponível por meio do site www.piauidelivery.com e também através de aplicativo.

“O Dia das Mães está se aproximando e é uma semana muito importante para o comércio do nosso estado, de muitas vendas. Mas nesse momento crítico de pandemia a maneira mais segura de comércio e de compras é através das plataformas digitais. Com isso, o Piauí já tem uma plataforma digital que é o Piauí Delivery que já tem mais de dez cidades cadastradas. Nós fizemos um trabalho junto aos empresários para termos promoções especiais para o Dia das Mães”, disse o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Igor Néri.

Segundo o secretário, são 26 segmentos disponíveis para os piauienses. “Volto a frisar que é uma data importante e peço a todos que fiquem em casa. A recomendação que o Governo dá é de seguir as recomendações da OMS e com isso a forma mais segura de poder fazer compras e tentar presentear aquela pessoa que você ama, que é a sua mãe, é através da plataforma digital Piauí Delivery”, concluiu.

O Piauí Delivery foi criado na tentativa de reduzir os impactos do isolamento social no setor de comércios e serviços do Piauí. A ideia é que o Piauí Delivery fique disponível por cinco meses, podendo continuar existindo se o resultado for satisfatório para os lojistas e clientes. Será mais uma opção de vendas para o comércio do Piauí.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: