SELO

Associação de piscicultores apoiada pela Codevasf recebe selo verde no Piauí

O Selo Verde na Categoria Ouro é conferido pela organização não-governamental Ecolmeia


Piscicultura

Piscicultura Foto: Codevasf

A Associação dos Piscicultores de Caxingó, município no norte do Piauí, conquistou neste mês o Selo Verde Ecolmeia na Categoria Ouro. Desde 2018, a 7ª Superintendência Regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), sediada em Teresina, fortalece as atividades da associação. A empresa investiu cerca de R$ 49 mil para o fornecimento de tanques-rede e ração e o apoio técnico que contribuíram para empreendedorismo do grupo de piscicultores.

O Selo Verde na Categoria Ouro é conferido pela organização não-governamental Ecolmeia como forma de reconhecimento para as entidades que respeitam os ciclos naturais, conservam a natureza e estão comprometidas com a educação dos colaboradores internos e externos.

Com o apoio da Codevasf, por meio do Escritório de Apoio Técnico de Parnaíba, a associação de piscicultores mostrou-se comprometida com a melhoria das condições de exploração econômica e qualidade de vida das suas famílias.

“Quando as políticas públicas são bem conduzidas, as parcerias com associações, comunidades e prefeituras fortalecem as vocações regionais e dão suporte a atividades como essa, que geram emprego e renda, criando a oportunidade de manter o cidadão no seu local de origem, com dignidade”, afirma Fábio Miranda, diretor da área de Revitalização da Codevasf.

Sobre a associação

A Associação dos Piscicultores de Caxingó está localizada na comunidade Entrecaatinga no município de Caxingó (PI). O cultivo de peixe foi iniciado em maio de 2017 por um grupo de 11 produtores familiares. Por meio do cultivo e da comercialização da tilápia, são gerados emprego e renda aos envolvidos, o que contribui com o crescimento econômico do município  e da região. O regime de trabalho dos piscicultores é realizado em escala de plantões e atividades de manejo.

Desde o segundo ano de existência, os resultados da associação viraram referência nos projetos apoiados pela 7ª Superintendência Regional da Codevasf e são divulgados nos eventos da empresa com a participação dos próprios piscicultores, que relatam de maneira didática suas experiências e a importância social da atividade.

“Ouvir a experiência dos piscicultores confirma que nosso trabalho de apoio técnico e transferência de conhecimento traz benefícios que se multiplicam e atendem a comunidade  onde os capacitados atuam. Isso é promover o desenvolvimento regional, missão da Codevasf”, diz Inaldo Guerra, superintendente regional da Companhia no Piauí.

Fonte: Codevasf

Próxima notícia

Dê sua opinião: