Cidade

Instituto vai capacitar municípios do Piauí para melhorar coleta seletiva

O objetivo do trabalho é da Seletiva é qualificar territórios para a implantação, do zero, de um sistema eficiente de coleta seletiva

Da Redação

Sexta - 23/02/2024 às 14:32



Foto: Divulgação Reciclagem
Reciclagem

O Instituto Recicleiros abriu vagas para os municípios que desejam implantar o serviço de coleta seletiva e reciclagem. Para participar da seletiva 2024, os gestores públicos, representantes das cidades interessadas, devem fazer o cadastro acessando o site da Seletiva 2024 dos Recicleiros. O Instituto atua há mais de 17 anos no desenvolvimento de soluções para a gestão sustentável de resíduos sólidos em todo Brasil, focando na recuperação de embalagens pós-consumo.

De acordo com o instituto, o objetivo da Seletiva é qualificar territórios para a implantação, do zero, de um sistema eficiente de coleta seletiva e reciclagem ambientalmente responsável. 

Ao longo do processo de qualificação, os municípios que forem destaque e que demonstrarem compromisso socioambiental, vão poder concorrer a uma vaga no Programa Recicleiros Cidades. O programa ainda prevê investimentos de até R$ 5 milhões em cada cidade selecionada, com tecnologia, maquinário, inteligência, capacitação e suporte total para as cidades. 

Segundo o gerente da Academia Recicleiros do Gestor Público, Cezar Augustoresponsável pelas relações com os governos locais, o foco para este ano é capacitar gestores e gestoras municipais de todas as cidades brasileiras interessadas. 

"Os municípios interessados e que tiverem um bom desempenho serão previamente convidados a receber consultorias exclusivas dos especialistas Recicleiros, focadas exclusivamente na elaboração e entrega dos requisitos essenciais para integrar o Programa Recicleiros Cidades.", complementa Cezar.

Reciclagem

Para o diretor do Instituto Recicleiros, Erich Burger, a meta é que o Programa Recicleiros Cidades esteja presente em todos os estados. 

"A visão de que o Estado precisa criar condições para que a logística reversa seja cumprida é importante porque é uma visão de co-construção. O papel dos Estados é fiscalizar e regulamentar entendendo que é necessário não criar um entrave, mas criar alternativas para que isso seja construído. É o pano que tece essa condição de evolução, de não ficar se debatendo com coisas que já existem, mas de dar possibilidade para o novo, para expansão e geração de adicionalidade", reforça. 

Em 2024, a Seletiva para o programa está voltada para os municípios do Amazonas, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Rio Grande do Sul e Sergipe. Apesar disso, o processo de qualificação oferecido pela Academia Recicleiros do Gestor Público está disponível a todos os municípios interessados na implantação da coleta seletiva e reciclagem. 


Fonte: Instituto Recicleiros

Siga nas redes sociais

Compartilhe essa notícia: