PANDEMIA

"Prometi não deixar de seguir a ciência", diz Firmino sobre isolamento mais rígido

Um dos motivos é que a capital registrou aumento dos casos de síndromes gripais


Firmino Filho: aumento de casos de Covid-19 em Teresina

Firmino Filho: aumento de casos de Covid-19 em Teresina Foto: Reprodução

O prefeito Firmino Filho usou seu perfil no Twitter na noite desta quinta-feira (13) para esclarecer porque decidiu adotar medidas mais rígidas nos próximos dois finais de semana em Teresina. Um dos motivos é que a capital registrou aumento dos casos de síndromes gripais.

Confira a sequência de postagens do prefeito:

Muita gente ficou decepcionada com a decisão de estender o isolamento mais rígido em Teresina nos fins de semana.Também esperava que pudéssemos seguir avançando. Mas uma das promessas que fiz durante essa crise foi n deixar de seguir a ciência. Continuarei fazendo isso. Como vocês sabem, o COE é um comitê composto por especialistas de todas as áreas, inclusive infectologistas. Tendo em mãos todos os números do comportamento do vírus da cidade, eles recomendaram alguns posicionamentos que respeitaremos:

1 – Considerando a queda no número de mortes por Covid-19 pela terceira semana consecutiva de residentes de Teresina e a ocupação de leitos de UTI abaixo dos 70%, vamos dar seguimento ao processo de reabertura gradual da economia da cidade na segunda-feira;

2 – Devido ao crescimento de quase 12% nos atendimentos relacionados à Síndrome Respiratória Aguda Grave nas últimas duas semanas, vamos estender por mais dois finais de semana, o isolamento social mais rígido.

Já estamos chegando ao quinto mês dessa crise, que é sofrida para todos. Porém, vocês sabem tanto quanto eu que, sem o esforço coletivo, nenhuma máquina pública é capaz de garantir que todos estejam seguindo as recomendações e protocolos de segurança.

Por isso peço mais uma vez. Continuem persistindo em fazer o certo.
Em Teresina e em qualquer lugar do mundo, quando se fala em coronavírus, todos precisam proteger todos.


Próxima notícia

Dê sua opinião: