PARALISAÇÃO

PMT garante repasse de R$ 600 mil às empresas de ônibus; motoristas discutem fim da greve

O acordo foi firmado nesta manhã, durante reunião entre empresários, representantes dos trabalhadores e a gestão municipal


Reunião entre prefeito, motoristas e representantes do Setut

Reunião entre prefeito, motoristas e representantes do Setut Foto: Rômulo Piauilino

A Prefeitura de Teresina deve repassar, ainda nesta segunda-feira (25), o valor de R$ 600 mil ao Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) para subsidiar o pagamento de tíquetes-alimentação e do plano de saúde de motoristas e cobradores do sistema público da capital.

O acordo foi firmado nesta manhã, durante reunião entre empresários, representantes dos trabalhadores e a gestão municipal. “Somos uma nova administração e temos que fluir olhando para todos, mas, principalmente para os trabalhadores do transporte e de outros setores”, afirma o prefeito Doutor Pessoa.

Leia também:

Analistas do mercado sobem estimativa de inflação em 2021 e veem alta maior do PIB

Ambev fecha parceria com a startup FNM para a produção de mil veículos elétricos

Dulce Pugliese ultrapassa Luiza Trajano e se torna a mulher mais rica do Brasil

Com a deliberação, a expectativa é que motoristas e cobradores suspendam a paralisação das suas atividades e os ônibus voltem a circular na cidade. Além disso, Doutor Pessoa reforçou ao SETUT a necessidade de mudanças e melhorias no serviço de transporte público oferecido atualmente aos teresinenses.

O prefeito apontou para os empresários algumas das principais demandas da população, como o atraso das linhas, longo tempo de espera nos pontos de ônibus, extinção de linhas e circulação dos chamados “corujões”, que circulam em horários alternativos no período noturno.

“Se isso não evoluir, no prazo de 30 dias, começaremos a montar o sistema de transporte coletivo. Não será de forma açodada. Veremos a parte jurídica para caminhar dentro da legalidade. Tomarei uma decisão, não vou deixar a sociedade de Teresina clamada e abandonada”, enfatiza Doutor Pessoa.

O Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Teresina (Sintetro) deve reunir a categoria ainda hoje para deliberar ou não o fim do movimento grevista que teve início hoje e está sem data determinada para terminar. 

Próxima notícia

Dê sua opinião: