JUSTIÇA

Sobrinho de Bolsonaro vai a júri popular por tentativa de feminicídio

Orestes Bolsonaro Campos é acusado de entrar na casa da ex-mulher e tentar matá-la


Orestes Bolsonaro Campos

Orestes Bolsonaro Campos Foto: Reprodução/Facebook

Orestes Bolsonaro Campos, sobrinho de Jair Bolsonaro (PL), vá a júri popular por tentativa de feminicídio. A determinação é da Justiça de São Paulo e se deu ele ter entrado na casa da ex-mulher, com quem viveu por 17 anos, e tentado matá-la juntamente com o atual companheiro dela.

  O caso teria ocorrido em outubro de 2020 no município de Cajati (SP), cidade a cerca de 230 quilômetros da capital paulista. Orestes é filho de Denise Bolsonaro Campos, irmã de Bolsonaro. A decisão determinando o júri popular foi publicada no dia 25 de julho, mas o julgamento não tem data marcada.

De acordo com informações publicadas nesta terça-feira (2) pelo portal Uol, Orestes responderá por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil, com emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa do ofendido, contra o casal. Em relação à ex-mulher, podem aumentar a pena dele porque o crime foi cometido tendo como uma das razões a condição de sexo feminino.

O Ministério Público pediu que Orestes seja condenado por tentativa de homicídio com circunstâncias qualificadoras, que podem aumentar a pena. O sobrinho de Bolsonaro responde a um segundo processo, por lesão corporal.

MP denuncia policial bolsonarista por homicídio de petista e aponta motivação política

Diretor da Caixa é encontrado morto na sede do banco em Brasília

PT realiza ato em memória de Marcelo Arruda pede paz e justiça; vídeos

Fonte: Brasil 247 e Uol

Próxima notícia

Dê sua opinião: