REFÉNS LIBERADOS

Sequestro em ônibus acaba com suspeito morto por atirador de elite

Ainda não se sabe a motivação do sequestrador, mas a PM considera que a ação foi premeditada


Sequestrador mantém reféns dentro de ônibus em Niterói

Sequestrador mantém reféns dentro de ônibus em Niterói Foto: Reprodução/TV Globo

Atualizada às 9h20

Durou três horas e meia o sequestro de um ônibus na Ponte Rio-Niterói. Às 9h02, o criminoso foi baleado por um atirador de elite ao descer do coletivo. 

Às 9h18, a PM afirmou que o sequestrador estava morto e que todos os reféns foram liberados e passam bem. A arma que o criminoso portava era de brinquedo.O sequestrador fez 36 passageiros e o motorista reféns às 5h25. Meia hora depois, ele ordenou ao condutor para atravessar o veículo na pista sentido Rio. Seis pessoas foram libertadas ao longo das negociações.

Matéria original

Um homem armado está dentro de um ônibus com reféns na manhã desta terça-feira (20) na Ponte Rio-Niterói. A ação teve início às 5h25 e segundo a Polícia Militar, seis pessoas foram libertadas do ônibus até o momento. O trânsito para o Rio está fechado e a pista oposta também foi interditada. O homem estaria armado com um revólver, uma pistola de choque, uma faca e um galão de combustível. Segundo o G1, às 8h38, havia 31 pessoas reféns.

Ainda não se sabe a motivação do sequestrador, mas a PM considera que a ação foi premeditada.  Segundo policiais militares que estão no local, o homem parece desorientado e disse que é policial militar, porém a informação ainda não foi confirmada.

"Temos um homem que se identificou como policial militar. Ele está ameaçando jogar gasolina no ônibus, colocando os passageiros em perigo. Estamos em negociação com ele para liberar mais reféns, não sabemos qual o real propósito dele", explicou Sheila Sena, porta-voz da PRF.

O ônibus é da Viação Galo Branco e faz a linha 2520 (Jardim de Alcântara-Estácio). O Batalhão de Operação Policiais Especiais (BOPE) chegou ao local por volta das 7h  e assumiu o comando das negociações atendendo a uma exigência do sequestrador. Segundo a TV Globo, o sequestrador pediu para que a polícia afastasse a imprensa pois ele não quer ser filmado.

Imagens feitas pela TV Globo mostraram o momento em que cinco reféns, sendo três mulheres e dois homens, foram liberados. 


Foto TV Globo

Matéria em construção!

Fonte: G1

Próxima notícia

Dê sua opinião: