PANDEMIA

Planos de Saúde dificultam realização de testes de Covid-19 e clientes desistem

Em Teresina, muitos clientes reclamam que não conseguem fazer o exame em laboratórios e desistem de realizar o teste


Teste para Covid-19

Teste para Covid-19 Foto: Sajjad/Hussain/AFP

Uma resolução da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que entrou em vigor na segunda-feira (29) após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF),  obriga os planos de saúde de todo o país a cobrir a realização de testes sorológicos para a detecção do novo coronavírus. Em Teresina, isso ainda não acontece devidamente e tem deixado muitos usuários indignados.

Os clientes dos planos de saúde estão denunciando que os laboratórios não estão autorizados a fazerem os exames para detecção do novo coronavírus. Na manhã desta quarta-feira (01), a equipe do Piauíhoje.com flagrou o momento em que dois usuários de planos de saúde tentaram realizar o exame no laboratório Bioanálise, situado na Avenida Joaquim Nelson, na zona Sudeste de Teresina. Nenhum dos dois pacientes conseguiram realizar o teste por meio do plano de saúde, pois o laboratório só estava fazendo pelo modo particular.

Poucas horas depois, o jornalista Luiz Brandão foi até o Laboratório Antônio Lobão, na Avenida Nossa Senhora de Fátima, na zona Leste de Teresina, portando da reaquisição médica para fazer o teste sorológico da Covid-19. Ele é cliente do plano Unimed e ficou bastante aborrecido com a situação.

 "Ora bolas! Pra que diabos se paga um plano de saúde, cara, e na hora de fazer um exame o laboratório diz que não está fazendo o tal exame porque o plano não autoriza?. Que diabo é isso? Cadê o Ministério Público que não vê isso", diz o jornalista Luiz Brandão.

Luiz Brandão ainda teve que desembolsar R$ 250 para pagar o teste rápido e disse que vai acionar a Justiça para ter seu dinheiro ressarcido. Assim como o jornalista, vários outros usuários de planos de saúde também tiveram prejuízos e reclamam ainda que os planos estão dificultando o procedimento para fazer os clientes desistirem.

O Piauíhoje.com entrou em contato com o laboratório Bioanálise e Antônio Lobão, além dos planos Unimed Teresina e Medplan. O laboratório Bioanálise e Antônio Lobão informaram que estão aguardando uma autorização dos planos de saúde para começarem a realizar os testes para detectar o coronavírus. "Essa decisão não depende do laboratório. Nós só podemos fazer os testes quando os planos de saúde liberarem. Até o momento não temos essa autorização e estamos aguardando", disse a atendente do Bioanálise.

Em contato com o plano Unimed Teresina, o Piauíhoje.com foi informado que o plano está realizando o teste PCR (amostra obtida por meio de cotonete) nos laboratórios Bioanalise, Exame e Lablife. Já o teste IGM e IGG (por meio da coleta de sangue) só é realizado no Hospital Unimed Primavera. O assistente da Unimed disse ainda que os usuários que têm solicitação médica para fazer o teste de Covid-19 devem enviar uma foto da requisição para o número de WhatsApp (86) 8885-3000 e aguardar as orientações.

O Medplan disse que os testes para Covid-19 estão sendo realizados nas unidades da rede Medimagem, mas para que os pacientes possam fazer é necessário enviar um e-mail com a requisição do médico e aguardar a liberação. 

O Piauíhoje.com não conseguiu maiores detalhes sobre a realização dos exames para Covid-19 através dos planos de Saúde em Teresina, mas constatou que a resolução da ANS não está sendo devidamente cumprida na capital. Quando há realização do teste, o usuário ainda precisa enfrentar questões burocráticas. 

"Eu pago um plano, eu sou o cliente e o cliente é quem escolhe onde vai comprar. Não é o plano que diz onde eu devo ir fazer meu exame não. Se o laboratório não está autorizado, a culpa é  do plano", conclui Luiz Brandão.

Vale ressaltar que de acordo com a ANS, os exames sorológicos - pesquisa de anticorpos IgA, IgG ou IgM - passam a ser de cobertura obrigatória para os planos de saúde nas segmentações ambulatorial, hospitalar (com ou sem obstetrícia) e referência, nos casos em que o paciente apresente ou tenha apresentado um dos quadros clínicos descritos a seguir: 

  • Síndrome Gripal: quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, acompanhada de tosse ou dor de garganta ou coriza ou dificuldade respiratória.
  • Síndrome Respiratória Aguda Grave: desconforto respiratório/dificuldade para respirar ou pressão persistente no tórax ou saturação de oxigênio menor do que 95% em ar ambiente ou coloração azulada dos lábios ou rosto. 

Os consumidores de planos de saúde que não conseguirem realizar os exames devem denunciar ao Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor).

Próxima notícia

Dê sua opinião: