BELEZA

Pacientes estão mais preocupados com aspecto natural da cirurgia plástica

Os motivos para esse fenômeno, entre outros fatores, estão atrelados a aparência natural dos resultados pós-cirúrgicos.


William Machado

William Machado Foto: Divulgação

O Brasil é o país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo, segundo dados divulgados pela Sociedade Internacional de Cirurgias Plásticas (Isaps). Nem mesmo a pandemia da Covid-19 impediu que a alta procura dos brasileiros por intervenções estéticas no corpo diminuíssem. Os motivos para esse fenômeno, entre outros fatores, estão atrelados a aparência natural dos resultados pós-cirúrgicos.

A partir do uso de técnicas adequadas e com a escolha de um médico especialista habilitado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), é possível alcançar a aparência natural das regiões submetidas a uma cirurgia plástica. E essa tem sido uma preocupação recorrente dos pacientes ao optarem por realizar uma intervenção estética, que é mudar a aparência sem perder o aspecto natural, como ressalta o cirurgião plástico William Machado.

"Muitos pacientes ficam preocupados em como ficará o resultado da região que foi submetida a uma cirurgia plástica, com medo da aparição de cicatrizes, queloides ou até mesmo o procedimento estético ficar com aparência artificial. Por isso, sempre é importante alinhar as expectativas dos pacientes, com os resultados que são possíveis de serem alcançados. Além disso, as cirurgias plásticas estão com métodos mais sutis, que minimizam a aparência das cicatrizes e impedem o surgimento de queloides", explica o cirurgião plástico.

William Machado também reforça a necessidade de uma boa recuperação do paciente no pós-cirúrgico, que é uma das garantias para se obter melhores resultados com aspectos naturais da região submetida a uma cirurgia plástica. "A cirurgia plástica não acaba no momento em que o paciente recebe alta hospitalar para ir para casa. Na verdade, para que os resultados sejam garantidos, é necessário um bom acompanhamento pós-cirúrgico, com visitas regulares ao profissional que fez a intervenção estética, realização de drenagens e o uso de acessórios, como é o caso da cinta cirúrgica para pacientes que fizeram abdominoplastia", pontua o especialista.

Fonte: Iconenoticia

Próxima notícia

Dê sua opinião: