COVID-19

Idoso de 62 anos vence a Covid-19 e tem alta do Hospital do Monte Castelo

Antes do retorno para casa, Maryvaldo gravou um vídeo de agradecimento pelo tratamento recebido no Hospital do Monte Castelo


Paciente curado da Covid  saindo do hospital

Paciente curado da Covid saindo do hospital Foto: Divulgação

Maryvaldo Barbosa Costa, de 62 anos, foi uma das 750 pessoas que venceram a batalha contra a Covid-19 em Teresina. Apesar da idade e do histórico de hipertensão e diabetes, ele teve alta do Hospital do Monte Castelo na última sexta-feira (05). A família, amigos e equipe de saúde do hospital celebraram sua alta com flores e balões.

Antes do retorno para casa, Maryvaldo gravou um vídeo de agradecimento pelo tratamento recebido no Hospital do Monte Castelo. “Estou me sentindo bem agora. Agradeço a Deus e a essa equipe maravilhosa. Tomei medicamento na hora certa e fui muito bem tratado por todas as pessoas do Hospital. Que Deus proteja eles lá dentro”, afirmou emocionado.

A diretora médica do Hospital do Monte Castelo, Dra. Ana Tecla, afirma que o paciente estava com quadro de saúde grave e em seu tratamento foram usadas medicações e seguido protocolo para Covid-19. “Ele chegou com falta de ar, necessitando de suporte de oxigênio. O exame de tomografia apontava 50% de comprometimento do pulmão”.

“Nossa luta em prol da vida é diária e agora toda a equipe está emocionada com mais essa história de superação. Parabenizamos os servidores envolvidos. Prestamos um atendimento de qualidade e ficamos felizes quando isso se traduz na recuperação plena da saúde dos pacientes com Covid-19”, ressalta a diretora geral do Hospital, Fátima Sousa.

O Hospital do Monte Castelo, localizado na zona Sul de Teresina, foi preparado para atender exclusivamente casos de internação clínica de pacientes com suspeita ou confirmação da Covid-19. O local possui 50 leitos, sendo 43 intermediários e 7 leitos de semi-intesiva, disponíveis para atender casos regulados de outros estabelecimentos.

Fonte: Ascom PMT

Próxima notícia

Dê sua opinião: