ELEIÇÕES 2022

Wellington Dias é eleito senador pelo Piauí com 51,34% dos votos

Seu principal adversário, Joel Rodrigues, obteve 47,60% dos votos


Wellington Dias durante votação

Wellington Dias durante votação Foto: Divulgação

O ex-governador Wellington Dias  (PT) foi eleito senador neste domingo (2) para ocupar uma cadeira no Senado Federal pelo estado do Piauí nos próximos oito anos. Nestas eleições, os piauienses podiam escolher apenas um senador.

Wellington Dias obteve 962.194  votos votos. Com 51,34%, Wellington vence seu principal adversário, Joel Rodrigues (PP), que recebeu 892.010 votos, ficando em segundo lugar com47,60% dos votos. 

Wellington Dias foi governador do Piauí por quatro mandatos, eleito em 2014 e reeleito em 2018, depois de ter exercido o cargo entre 2003 e 2010. No ano de 2010, foi o senador mais votado totalizando quase um milhão de voto. Em abril deste ano, ele deixou o cargo de governador para disputar a vaga no Senado. Regina Sousa, sua vice, assumiu o comando do Estado e tornou-se a primeira governadora do Piauí.

O senador eleito pelo Piauí nasceu em Oeiras. Filiado ao PT desde 1985, Wellington iniciou sua trajetória como sindicalista e diretor da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Em 1986, foi eleito presidente da Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF), onde permaneceu até assumir a presidência do Sindicato dos Bancários do Estado do Piauí (1989-1992).

Iniciou a sua carreira política em 1992 quando se elegeu vereador da capital Teresina. Em 1994, é eleito deputado estadual e também presidente do diretório regional do PT (1995-1997). Nas eleições de 1998, é eleito o primeiro deputado federal pelo PT no Piauí.

Em 2002, se candidata a governador e vence a disputa no primeiro turno, no mesmo pleito que levou Lula ao seu primeiro mandato como presidente da República. Em 2006, é reeleito também em primeiro turno, com 61,7% do total de votos. Em 2010, Wellington se afasta do governo para concorrer ao Senado, tendo sido eleito com quase 1 milhão de votos.

Próxima notícia

Dê sua opinião: