EVENTO

Regina pede ajuda de prefeituras para que idosos tenham gratuidade nos ônibus

O lançamento da carteira foi nesta quinta-feira no Palácio de Karnak


Evento

Evento Foto: Ascom

Os idosos carentes a partir de 60 anos vão poder viajar gratuitamente em ônibus intermunicipais. Para isso terão que solicitar a carteira do Passe Livre, que foi lançada nesta quinta-feira (23), durante solenidade no Palácio de Karnak. O evento contou com a presença da vice-governadora Regina Sousa que, em agosto passado, assinara um decreto regulamentando o transporte e, desta vez, solicitou o apoio das prefeituras para que o benefício chegue a mais pessoas.

Regina Sousa disse que segundo dados da Organização das Nações Unidas, no mundo, já existem mais avós do que netos: são 705 milhões de pessoas acima de 65 anos e 680 milhões de crianças com até quatro anos. Segundo ela, esses idosos precisam de políticas públicas e também de lazer, por isso pediu o apoio das prefeituras e dos conselhos de idosos para que ajudem às pessoas acima de 60 anos a conseguir o benefício. “Muitas pessoas podem deixar de receber o benefício por desconhecimento e é preciso a colaboração dos municípios para que elas tenham a gratuidade do transporte”, justificou.

A assinatura do decreto regulamentando o Passe Livre foi realizada em agosto, durante a 5ª Conferência Estadual do Idoso e estabelece que as empresas de transporte intermunicipal reservem duas vagas para pessoas com idade a partir de 60 anos e desconto de 50% no valor da passagem para os idosos usuários do sistema. A Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos é quem fará a emissão das carteiras e para isso foi desenvolvido um sistema para a solicitação do benefício. Segundo o secretário José Santana, o objetivo do passe livre é garantir o direito de quem precisa se deslocar de um município para outro para tratamento de saúde, visitar parentes e não tem recursos. Ele agradeceu o apoio dos órgãos envolvidos como a Defensoria Pública e Conselho Estadual dos Direitos do Idoso e também pediu a colaboração das prefeituras para que o passe livre chegue a um maior número de pessoas.

A aposentada Teresa Rodrigues de Sousa ajudou a elaborar a lei que foi apresentada na Assembleia Legislativa pelo deputado Marden Menezes e sancionada pelo governador Wellington Dias, em 2017. Ela elogiou o lançamento da carteira e disse que muitos idosos precisam viajar, principalmente em busca de tratamento médico e têm dificuldade e com a carteira, será mais fácil. “Basta avisar com até quatro horas de antecedência às empresas”, declarou.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: