CORONAVÍRUS

Prefeito defende lockdown para que haja a retomada segura das atividades econômicas

O prefeito apresentou os dados da nova pesquisa sorológica de Teresina


Prefeito Firmino Filho em conversa com os jornalistas

Prefeito Firmino Filho em conversa com os jornalistas Foto: Piauí Hoje

O prefeito de Teresina Firmino Filho (PSDB) apresentou na manhã desta quarta-feira (24) os resultados da 10ª  etapa da pesquisa de investigação sorológica sobre a evolução do novo coronavírus em Teresina. Na ocasião, o prefeito voltou a defender o lockdown como medida de combate ao coronavírus e assim poder ter uma possível retomada das atividades econômicas na segunda quinzena de Julho.

A nova pesquisa de investigação sorológica de Teresina mostrou que a capital registrou a menor taxa de crescimento desde o início da pandemia. O índice foi 17% e na pesquisa anterior esse número era de 42%. Segundo a pesquisa, Teresina tem 156.623 pessoas infectadas. Já a taxa de transmissibilidade aumentou, ficando em 1,06. Esse número é maior que na pesquisa anterior que ficou em 0.83%. 

 “Os casos positivos representam  18,11% da nossa população, com uma estimativa de 156.623 infectados, com uma sobnotificação de 35 vezes”, disse Firmino Filho.

Firmino Filho sinalizou para a reabertura das atividades econômicas para o mês de julho, mas defende que para isso é necessário haver isolamento social intenso nas próximas semanas. Ele defendeu ainda o lockdown para que essa retomada ocorra de forma mais segura.

Por fim, o prefeito disse que se em duas ou três semanas for intensificado o isolamento, as taxas serão reduzidas. "A radicalização da taxa de isolamento com um lockdown de três a quatro dias, gradativamente poderemos retomar as atividades”. 

Firmino Filho propôs ao governador Wellington Dias ficou que nesta reta final de isolamento social seja feito o lockdown. O governador ficou de conversar com a Justiça e com a Assembleia Legislativa sobre a medida.

Próxima notícia

Dê sua opinião: