MINI REFORMA

Ciro Nogueira aceita convite de Bolsonaro para chefiar Casa Civil

O convite a Ciro foi feito há uma semana, mas o senador estava viajando


Ciro aceita convite de Bolsonaro para assumir a Casa Civil

Ciro aceita convite de Bolsonaro para assumir a Casa Civil Foto: Marcos Correa

 O senador e presidente do PP, Ciro Nogueira, aceitou, nesta terça-feira (27), o convite de Bolsonaro para ser ministro da Casa Civil. O político piauiense é um dos principais líderes do Centrão. Ele esteve reunido com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no Palácio do Planalto para acertar todos os detalhes.

Ciro Nogueira estava viajando para o exterior quando recebeu o convite do presidente. A confirmação precisaria acontecer em uma conversa presencial. O encontro era para ter acontecido ontem (26), mas o voo do piauiense atrasou e a reunião ficou para hoje.

"Acabo de aceitar o honroso convite para assumir a chefia da Casa Civil, feito pelo presidente Jair Bolsonaro. Peço a proteção de Deus para cumprir esse desafio da melhor forma que eu puder, com empenho e dedicação em busca do equilíbrio e dos avanços de que nosso país necessita" postou Ciro Nogueira no Twitter.

A ida de Ciro Nogueira para a Casa Civil é uma estratégia de Bolsonaro de se fortalecer politicamente. Bolsonaro tenta estreitar seus laços com o grupo, fundamental para o governo ganhar votações no Congresso. Além disso, o presidente busca melhorar a relação do governo com o Senado devido a CPI da Covid.

A Casa Civil é uma pasta estratégica para a articulação política do Palácio do Planalto e é responsável pela coordenação entre os ministérios. Atualmente, a Casa Civil é comandada pelo general Luiz Eduardo Ramos. Juntamente com o convite ao senador Ciro Nogueira, Bolsonaro anunciou a recriação do Ministério do Trabalho e da Previdência, que deverá ser comandando pelo atual ministro da Secretaria-Geral, Onyx Lorenzoni. Já o gerneral Luiz Eduardo Ramos deve assumir a Secretaria-Geral da Presidência.

Próxima notícia

Dê sua opinião: