ACÚMULO DE CARGOS

"Afilhada" de Ciro tem cargos na Câmara, GDF e Governo do Piauí; salários somam R$ 35 mil

Psicóloga Emanuela Dourado acumula cargos de oito horas de trabalho em pelo menos três entes da federação


Psicóloga Emanuela e Ney Ferraz, apadrinhados de Ciro Nogueira

Psicóloga Emanuela e Ney Ferraz, apadrinhados de Ciro Nogueira Foto: Reprodução/Facebook

A psicológica Emanuela Dourado Rabêlo Ferraz é o que pode se chamar de uma pessoa onipresente. Ela acumula cargos de oito horas de trabalho em pelo menos três entes da federação: Câmara dos Deputados, Governo do Distrito Federal e Governo do Piauí. Por toda essa "carga de trabalho" ganha mais de R$ 35 mil, valor próximo ao teto salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal - R$ 39,2 mil.

Emanuela é esposa do advogado Ney Ferraz Júnior, atual presidente do Instituto de Previdência dos Servidores do DF - Iprev-DF. Ambos são piauienses e apadrinhados políticos do senador Ciro Nogueira (PP-PI), para quem trabalharam diretamente no gabinete da campanha eleitoral de 2018.

No dia 12 deste mês, a psicóloga, que já acumulava cargos na Câmara dos Deputados, Governo do Piauí e no próprio GDF, foi nomeada vice-presidente do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal - Ifes-DF, pelo governador Ibaneis Rocha.

Emanuela Ferraz é atualmente comissionada, com dedicação exclusiva, no Governo do Estado do Piauí, nomeada em 03 de junho de 2019 e lotada no Escritório de Representação em Brasília, onde ocupa a função de “Assessor Técnico III”, com remuneração de R$ 4.943, 75.

Conforme levantamento no Portal da Transparência, a psicóloga também é comissionada na Câmara dos Deputados, onde ocupa Cargo de Natureza Especial (CNE), nomeada em 27 de maio de 2019, com salário de R$ 5.524,70, lotada na Quarta Secretaria.

Agora, Emanuela tem salário-base de R$ 24,8 mil. Mas, de acordo com o site do próprio Iges-DF,  a remuneração do cargo de diretor-vice-presidente é de R$ 26,9 mil.

Antes de assumir o cargo atual, ela era superintendente operacional do próprio Iges-DF. Talvez, por isso, nunca foi vista dando expediente no Escritório de Representação do Piauí em Brasília e nem na Quarta Secretaria da Câmara dos Deputados.

Conforme consta no currículo anexado aos dados e documentos do Iges-DF, Emanuela é psicóloga formada pelo Centro Universitário Santo Agostinho, no Piauí, e tem mestrado em saúde mental pela Universidade de Fortaleza (Unifor).

Próxima notícia

Dê sua opinião: