OPERAÇÃO REMANESCENTES

Veja os nomes dos presos suspeitos de tentar roubar Banco do Brasil no bairro Jóquei

A quadrilha também é especializada em tráfico de drogas e comercialização de armas


Operação Remanescentes

Operação Remanescentes Foto:

A Polícia Civil do Piauí divulgou os nomes dos oito presos na Operação 'Remanescentes', deflagrada pelo Grupo de Repreensão ao Crime Organizado (Greco) nesta terça-feira (20), cujo o objetivo é prender uma organização criminosa especializada em roubos a bancos, tráfico de drogas e venda de arma de fogo. Os suspeitos tentaram roubar uma agência do Banco do Brasil no bairro Jóquei, zona Leste de Teresina, no dia último dia 11 de agosto. Eles foram identificados através de filmagem do circuito interno de segurança do banco.

Veja os nomes dos presos:

  1. Felipe Gustavo Reis Carvalho
  2. Francisco de Sousa Macedo
  3. Luiz Afonso Lima Lima de Jesus (líder do grupo)
  4. Guilherme Henrique Andrade Nunes
  5. Jonas dos Santos Campelo
  6. Rafael da Cruz Oliveira
  7. Adenilson de Melo Nascimento
  8. Rafaela Mainara da Silva de Sousa



De acordo com o delegado geral da Polícia Civil, Luccy Keyko, o preso identificado como Luís Afonso Lima, mais conhecido como "Javeleta", é o líder do grupo. "Soubemos que o indivíduo Javeleta estava comandando tudo, e inclusive ele usa tornozeleira eletrônica. Ele é perigoso, tem relações com Marcelo Negão, foragido de um assalto em Campo Maior", disse Luccy Keyko.

Imagens de câmeras de monitoramento da agência do Banco do Brasil, situada na Avenida Jóquei Clube, zona Leste de Teresina, registraram o momento em que dois criminosos arrombaram a porta de vidro do banco e tentaram arrombar  um caixa eletrônico. Os suspeitos saíram do banco sem levar nada.

Momento em que  os criminosos quebram o vidro e entra na agência bancária


Na operação de hoje, a Polícia Civil cumpriu 15 mandados contra o grupo criminoso, sendo sete de prisão preventiva e oito de busca e apreensão. No final acabaram oito presos porque uma pessoa foi flagrada com drogas. Os presos estão na sede do Greco.

Fonte: Greco

Próxima notícia

Dê sua opinião: