VISTORIA

CRM aponta várias irregularidades no hospital municipal de Miguel Alves

Além de problemas estruturais foi constatado falta de medicamentos e insumos


Hospital de Miguel Alves apresenta problemas estruturais

Hospital de Miguel Alves apresenta problemas estruturais Foto: CRM-PI

Uma fiscalização do Conselho Regional de Medicina no Piauí (CRM) encontrou várias irregularidades na estrutura do  Hospital Municipal Pedro Vasconcelos, no município de Miguel Alves. A vistoria foi realizada no início do mês de agosto e entre os problemas apontados pela fiscalização estão mofos nas paredes, animais e insetos na área interna, rachaduras e infiltrações na estrutura. Além disso foi observado a falta de medicamentos e insumos.

Segundo o CRM, a farmácia contava com algumas medicações, porém com falta de medicações para atendimento de urgência como dopamina, midazolam e bloqueadores musculares. Na área COVID-19 havia profissionais sem os EPIs obrigatórios.Farmácia está com medicações importantes em falta

A fiscalização registrou que o hospital só possui um carrinho de parada para atendimento de todo hospital e que está incompleto, não há monitores para acompanhar sinais vitais, não há desfibrilador cardíaco, apenas DEA que tem uso restrito para atendimento de urgência, o laringoscópio não tem todas as lâminas obrigatórias e não há ventilador mecânico para uso em pacientes graves. Único insumo para pacientes com insuficiência respiratória é cateter de oxigênio, não tendo máscaras não reinalantes ou cateter de alto fluxo para pacientes que necessitem de maior aporte de oxigênio. A lavanderia e o expurgo não possuem fluxo adequado, com risco de contaminação do vestuário e equipamentos estéreis. Os banheiros não contam com acessibilidade para cadeirantes e as instalações elétricas estão precárias.

A diretora geral do hospital, Leila Lira, informou ter todos os EPIs disponíveis, mas os profissionais se recusam a utilizar. O CRM-PI vai encaminhar a notificação para que sejam providenciadas as correções das irregularidades. A equipe foi informada pela direção que uma reforma física se iniciará em breve, mas não informaram data de início. A Secretaria Municipal de Miguel Alves não se pronunciou até o momento.

Fonte: CRM-PI

Próxima notícia

Dê sua opinião: