PANDEMIA

Coronavírus: faxineira pede ajuda para comprar comida e remédio para os filhos

Trabalhadora enfrenta dificuldades financeiras com o agravamento da pandemia do Covid 19 no estado


Família de Luciene mantém riso no rosto mesmo com dificuldades

Família de Luciene mantém riso no rosto mesmo com dificuldades Foto: Montagem Piauihoje.com

A pandemia do Coronavírus, ao mesmo tempo que colocou todo o Brasil em quarentena a fim de evitar a propagação da doença, tem contribuído para acentuar as dificuldades sociais dos menos favorecidos no país. É o caso de Luciene, que reside no município de Altos, a 38 quilômetros de Teresina.

Faxineira, separada e mãe de três filhos, a mulher conta que vinha sobrevivendo com renda mensal de R$ 300 reais e conseguia até três faxinas por semana. Mas desde que a prefeita de Altos, Patrícia Leal, decretou estado de calamidade pública no município, suspendeu atendimentos ambulatoriais e diversos outros serviços diante da chegada do Covid 19 ao Piauí, a situação financeira de Luciene, que já era instável, agravou-se. A cidade possui um casos suspeito para Coronavírus.

A trabalhadora conta que falta dinheiro até para comprar o xarope, que no início do mês custava R$ 9, 90, que ajuda com a dificuldade respiratória do mais novo de seus três filhos, o Gabriel, de apenas 3 anos, irmão de Thayrla e Allison Ramos do Nascimento, de 8 e 10 anos respectivamente.

“Minha única solução é pedir ajuda para quem pode me ajudar. Estou preocupada com o remédio do meu filho, quando ele gripa, fica com dificuldade de respirar, os pulmões falta ar e nem posso levar ele pro hospital porque tou com medo do coronavírus. Prefiro ficar em casa nem que seja com esse xarope, mas tá no final o remédio dele”, relata, deixando transparecer a angústia que aflige o coração de mãe.

Falta dinheiro para o remédio, para a compra de alimentos e a mulher teme ainda que seu gás de cozinha acabe por esses dias.

“Moro aqui na cidade de Altos, Rua Santo Inácio, bairro Betânia e estou preocupada com meu gás que vai secar, pois já tem dois meses e não tenho de onde tirar dinheiro pra comprar o novo, não posso nem sair de casa porque meus meninos estão começando a ficar gripado e não posso sair porque tenho medo de piorar”, lamenta.

A mulher passou ao Piauihoje.com dados de sua conta bancária, mas pede não apenas ajuda em dinheiro e sim também com produtos alimentícios.

“Na minha casa falta mistura, falta tempero, minha solução é pedir ajuda. Quem puder me ajudar, agradeço de coração e [peço] que deus dê em dobro. Meus meninos são crianças, precisam de alimento, só isso que eu peço é ajuda e nada mais, nem gosto de ficar pedindo nada aos outros. Não sei quando o Coronavírus vai acabar, não tenho ajuda do Governo, minha única fonte de renda era a faxina e é muito triste se ver uma mãe nessa situação tendo que pedir alimento”, remata.

CPF - 103.308.407-70

Contato - (86) 99471-2944

Ajuda financeira pode ser depositada na Conta Poupança de Luciene

Próxima notícia

Dê sua opinião: