SAÚDE

Piauí adotará programa italiano para atender crianças internadas em hospitais

Wellington Dias recebe Delegação da Itália nesta quarta-feira e firmou parceria.


Wellington Dias com a  Delegação do Piemonte

Wellington Dias com a Delegação do Piemonte Foto: Ascom

O governador Wellington Dias recebeu, nesta quarta-feira (21), no Palácio de Karnak, a Delegação do Piemonte, composta  pelo embaixador da Universidade Estadual de Turim, Piermaria Furlan e presidente da Rede de Hospital nas Escolas da Itália e Brasil, Ticiana Catemazzo. Na oportunidade, foram discutidas parcerias em projetos de ressocialização psicossocial, saúde mental e educação.

Wellington Dias lembrou que a parceria entre Piauí e Itália já existe há algum tempo. “Há alguns anos, visitamos a região de Piemonte e fizemos uma parceria que envolveu, na época, a área social voltada para a qualificação de nossas equipes. Aproveitamos a experiência dessa região com base científica na área da ressocialização psicológica e também trabalhamos a temática do suicídio. Isso ajudou porque temos hoje equipes bem preparadas”, afirmou.

No encontro desta quarta-feira, a comitiva italiana apresentou um trabalho voltado para crianças que acabam se afastando da escola e outras atividades por conta de algum problema de saúde que leve à internação. "Eles apresentaram um programa que permite a qualificação de profissionais como a direção de escolas, professores da rede hospitalar pública e privada, para que a criança siga seu tratamento e possa seguir com seus estudos por intermédio da tecnologia. Acertamos com a Secretaria da Educação e outras instituições, os meios para implantar esse projeto no estado do Piauí”, adiantou o governador.

O embaixador da Universidade Estadual de Turim, Piermaria Furlan, destacou os projetos de ressocialização psicossocial realizados na Itália. “Nós possuímos um programa que tem quase 20 anos e apresentei, hoje, ao governador. Este programa está sendo utilizado pela Universidade de Turim, na Itália. Percebemos que são muitas pessoas passando por enfermidades mentais e tomando diversos tipos de remédios por meio de pesquisas. Então, temos que modificar essa realidade social, sobretudo por meio da política”, declarou.

Para o secretário Estadual da Educação, Ellen Gera, a experiência da Itália agrega valor aos projetos pilotos que já estão sendo realizados no Estado. “Um projeto piloto está sendo realizado no Hospital São Marcos, com uma sala para atender as crianças que estão internadas por casos de câncer. Agora, vamos pegar essa experiência da Itália, que também tem uma experiência ampla no trabalho de formação de professores e profissionais da saúde, por meio dessa parceria, para levar educação para dentro dos hospitais, indo ao encontro das pessoas que estão afastadas da escola. Após essa reunião, o governador determinou que a Secretaria de Educação, Secretaria de Saúde e a Universidade Estadual tomem as medidas necessárias para levar essa prática para os pacientes que estão internados nos hospitais do Piauí”, disse o gestor.

Próxima notícia

Dê sua opinião: