Médicos entram com ação contra União

O Conselho Federal de Medicina (CFM) entrou com uma ação civil pública contra a União para suspende


Médicos

Médicos Foto: Francisco Gilásio

O Conselho Federal de Medicina (CFM) entrou com uma ação civil pública contra a União para suspender o programa Mais Médicos, do governo federal.

O Conselho questiona a possibilidade de o governo trazer médicos formados no exterior sem que eles passem pela revalidação do diploma e sem a comprovação de domínio da língua portuguesa.

O CFM também prometeu para os próximos dias novas ações judiciais atacando outros pontos do programa.

A ação foi proposta na sexta-feira na Justiça Federal. O CFM pede que, até uma decisão definitiva da Justiça, os Conselhos Regionais de Medicina (CRMs) não sejam obrigados a fazer o registro provisório dos médicos formados no exterior inscritos no Mais Médicos.

Para conseguir o registro, defende o CFM, é preciso comprovar a revalidação do diploma e apresentar certificado Celpe/Bras, atestando o domínio da língua portuguesa. 

Fonte: O Globo

Próxima notícia

Dê sua opinião: