PORTARIA

Hospital Regional de Picos proíbe "atos íntimos" entre funcionários na unidade

A direção do hospital publicou uma portaria após denúncias anônimas


Hospital Regional Justino Luz, em Picos

Hospital Regional Justino Luz, em Picos Foto: Sesapi/Divulgação

Depois de várias denúncias anônimas, a Direção Geral do Hospital Regional Justino Luz, em Picos, publicou uma portaria para proibir a prática de "atos íntimos" entre servidores e prestadores de serviços nas dependências do hospital.

Na portaria assinada pela diretora Samara Sá, fica proibido qualquer ato que ultrapasse os limites de relacionamento profissional entre todos os servidores e prestadores de serviços da unidade hospitalar. Os atos proibidos compreendem demonstrações de carinho de forma íntima.

Ainda segundo o documento, quem desobedecer os termos da portaria poderá responder a um  Processo Administrativo Disciplinar. A medida entrou em vigor no dia 01 de julho deste ano.

Próxima notícia

Dê sua opinião: