EDUCAÇÃO

Governo prepara para retorno das aulas no Piauí, começando pelo 3° ano do ensino médio

A Seduc aguarda definição do COE para o retorno das aulas presenciais para alunos que irão fazer o Enem


Escolas estaduais

Escolas estaduais Foto: Ascom Seduc

O Comitê de Operações Emergenciais (COE) Ampliado já aprovou novas deliberações relacionadas a atividades profissionais, econômicas e educacionais. Em reunião ocorrida ainda no início do mês, foram discutidos pontos importantes sobre o retorno das aulas presenciais no estado. O governador sugeriu a abertura de um diálogo entre representantes de escolas públicas e particulares, pais de alunos e membros do COE para avaliar a possibilidade dos alunos do 3º ano do ensino médio retornem à sala de aula.

Os pontos aprovados pelo comitê técnico foram encaminhados para publicação e agora o Estado aguarda o parecer do Comitê Científico do Nordeste para definir o retorno das aulas presenciais no dia 22 de setembro para os alunos que estão se preparando para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Nessa sexta-feira (18/09), o secretário de Educação, Ellen Gera, afirmou que a Secretaria de Educação já possui um protocolo de retorno para a volta das aulas presenciais, mas explicou que ainda não existe uma data definida para o retorno. Segundo o secretário, as escolas precisam se adaptar às novas regras sanitárias e pedagógicas. Apesar de o decreto que suspende as aulas encerrar o prazo de validade no dia 22 de setembro, não significa que as aulas devem retornar neste dia. Pode haver uma prorrogação.

O superintendente de Educação Básica da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Carlos Alberto, informou que a Seduc já está programando o protocolo de retorno das atividades educacionais. "Estamos dependendo exclusivamente da liberação do Comitê Estadual de Vigilância Sanitária. Estamos aguardando o decreto de liberação do governador para iniciarmos as nossas atividades no dia 22 de setembro. Para isso é necessário atendermos alguns protocolos da Vigilância Sanitária. Além disso, nós temos outro protocolo, que é o pedagógico. Este trabalha e instrumentaliza as atividades para receber os alunos em cada uma das escolas", explica o superintendente. Carlos Alberto, superintendente de Educação Básica da Seduc

Carlos Alberto garante que a rede estadual está preparada para receber esses alunos. "Estamos há muito tempo distantes e cumprindo um distanciamento social. Para isso nós preparamos a rede completa e estamos instrumentalizando a nossa rede para atividades remotas e presenciais. Na primeira semana de atividade terá muita  roda de conversa para que a gente volte ao cenário inicial, que é o cenário presencial. Aguardem com muita tranquilidade, estaremos divulgando toda essa sistemática de protocolo para que dê muita segurança a todos", conclui Carlos Alberto. 

A Seduc informou que não há data exata para a divulgação dos protocolos por parte do COE. Os técnicos do COE agendaram uma reunião para o dia 21 para decidir sobre o assunto.

Próxima notícia

Dê sua opinião: