EM DEFESA DA EDUCAÇÃO

Estudantes e trabalhadores lotam as ruas do Centro de Teresina em defesa da educação

Os ônibus que trafegam pelo Centro estão parados


Manifestação em defesa da educação

Manifestação em defesa da educação Foto: Facebook/ADUFPI

Atualizado ás 11h30

A manifestação contra os cortes na verba da educação e contra a Reforma da Previdência que ocorreu em Teresina e em mais 27 capitais na manhã desta terça-feira (13) levou milhares de pessoas às ruas em todo o país. Em Teresina, o movimento teve início ás 8h na Praça da Bandeira, no Centro, e encerrou às 11h30 na Avenida Frei Serafim. Durante a mobilização, os ônibus ficaram enfileirados no Centro. Esta é a terceira vez que trabalhadores da educação e estudantes vão às ruas desde que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou o corte na área.

Matéria original às 10h

As ruas do Centro de Teresina estão lotadas de trabalhadores e estudantes que lutam em defesa da educação e da Previdência nesta terça-feira (13). A mobilização é nacional e foi denominada de #TsunamiDaEducação. Centenas de pessoas participam da manifestação contra o Governo Bolsonaro. Os ônibus que trafegam nas ruas do Centro estão parados devido ao movimento. Segundo o presidente do  Sindicato dos Rodoviários (Sintetro), enquanto a manifestação não encerrar, os ônibus não podem seguir viagem.

A concentração ocorreu às 8h na Praça da Bandeira, onde os manifestantes saíram com faixas, cartazes e palavras de ordem percorrendo as ruas. Além de trabalhadores da educação, estudantes, Centrais Sindicais e demais movimentos sociais participam do movimento. O movimento tem o apoio da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e vai ocorrer em 27 capitais, além de cidades do interior.

Os trabalhadores chamam atenção para os recentes cortes no orçamento do Ministério da Educação promovidos por Jair Bolsonaro,  que afetou principalmente as universidades e institutos federais.

 

Crédito: Adufpi


Fonte: Redação Piauí Hoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: