RETOMADA

Defensoria atende todos os internos do CEM por videoconferência

A meta é prosseguir com as videoconferências também junto às internas do CEF e no Ceip.


Defensor Público Afonso Júnior

Defensor Público Afonso Júnior Foto: Divulgação

A Defensoria Pública do Estado do Piauí (DPE-PI) concluiu os atendimentos, por meio de videochamada, de todos os menores assistidos pela instituição que se encontram institucionalizados no Centro Educacional Masculino (CEM). A ação é da equipe da 4ª Defensoria da Infância e Juventude, que tem como titular o defensor público Afonso Lima da Cruz Júnior.

O atendimento virtual, adotado devido à pandemia ocasionada pelo risco de contágio do novo coronavírus, foi iniciado dia 19 de junho. Durante a conversa com o defensor, os adolescentes foram devidamente informados sobre o andamento de seus respectivos processos e a situação em que se encontram na unidade socioeducativa.

Defensor Público Afonso Júnior

Afonso Júnior analisa que o resultado dos atendimentos trouxe satisfação tanto para os internos como para a equipe da Defensoria. “Foi um trabalho muito proveitoso da equipe da Infância e Juventude e que gera satisfação por parte dos adolescentes, ainda que o resultado do processo não seja o esperado por eles, porque mostra que estão sendo assistidos por um defensor e ficam cientes que têm alguém tomando conta e averiguando a situação de cada um por meio de procedimento socioeducativo”, afirma o titular da 4ª Defensoria da Infância e Juventude.

O defensor público acredita que a modalidade virtual para atendimento no âmbito da Defensoria Pública é algo que irá transcender o período pandêmico. “É um trabalho que estenderemos ao futuro, uma vez que esse atendimento por meio de videochamada pode ser realizado diariamente, facilitando o acesso ao menor e inclusive contribuindo para diminuir rebeliões e outros incidentes dentro do CEM”, ressalta Afonso Júnior.

Ele relembra que os adolescentes que se encontravam no semiliberdade, hoje se encontram cumprindo as medidas em liberdade. A 4ª Defensoria Pública da Infância e Juventude tem como meta prosseguir com as videoconferências também junto às internas do Centro Educacional Feminino (CEF) e no Centro Educacional de Internação Provisória (Ceip).

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: