FATAL

Carro de médico trafegava em alta velocidade quando colidiu contra carreta

A informação é da própria Polícia Rodoviária Federal


Tovar Luz

Tovar Luz Foto: Arquivo pessoal/Redes sociais

O acidente que tirou a vida do otorrinolaringologista Tovar Vicente da Luz, 36 anos, ainda está sendo investigado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). Apesar de a investigação ainda não ter sido concluída, a PRF já constatou que o médico trafegava acima da velocidade permitida no local. A colisão frontal entre um veículo de passeio e uma carreta ocorreu na manhã de ontem (10), na BR-343, em frente a Fazenda Real, em Teresina. 

Tovar conduzia um veículo modelo Honda Civic quando se chocou frontalmente contra uma carreta carregada de cimento. O coordenador de Comunicação da PRF, inspetor Alexsandro Lima, disse que uma ultrapassagem irregular está descartada por enquanto. "Não conseguimos constatar o envolvimento de um terceiro veículo no acidente. As informações que temos é que houve uma invasão por parte do veículo de passeio na faixa contrária e colidiu frontalmente contra o veículo de carga, o que ocasionou o acidente", disse o policial.

Ainda segundo a PRF, a maneira como ficou o veículo do médico, alto grau de amassadura e destruição, comprovam o excesso de velocidade. O boletim da PRF com as reais causas do acidente deve sair em até seis dias. 


Próxima notícia

Dê sua opinião: