SOLIDARIEDADE

Campanha busca custear tratamento de advogada diagnosticada com doença rara em Teresina

Marileide/Juju foi diagosticada com uma doença neurodegenerativa e perdeu a capacidade de se locomover


Campanha em prol da  advogada Marileide/Juju

Campanha em prol da advogada Marileide/Juju Foto: Reprodução/Redes Sociais

A professora universitária Jacqueline Dourado está realizando uma campanha nas redes sociais em prol de sua esposa, a advogada Marileide Pedro da Silva, conhecida como Juju, que foi diagnosticada com uma doença neurodegenerativa rara chamada Creutzfeldt-Jakob Esporádica. O objetivo da campanha é arrecadar dinheiro para custear o tratamento de saúde de Juju.

Em entrevista ao Cidade Verde, Jacqueline Dourado disse que no início sua esposa começou a ter mudança no comportamento, repetir histórias, repetir palavras e depois começou a ter problemas motores. 

"Ela começou a topar, depois a caminhar tropegamente e aí percebi que ela não lembrava das coisas. O start mais definitivo foi o fato dela perder todas as senhas de banco", disse Jacqueline ao cidadeverde.com.

O tratamento de Juju tem custo elevado. Além das consultas e exames particulares, atualmente a família paga uma equipe de sete profissionais. "Acho que ela merece todo o carinho que está recebendo, porque ela foi uma pessoa que cuidou do outro o tempo todo, da família, dos amigos e de mim. É o que eu peço, que as pessoas possam ajudar”, relatou a professora.

A professora disse ainda que a esposa é forte, comunicativa e alegre.  Nos últimos cinco meses, a advogada tem sofrido com o rápido avanço dos sintomas da doença e perdeu a capacidade de locomoção e comunicação devido ao comprometimento de funções motoras. Por não ter cura, o tratamento da doença é apenas paliativo.

Creutzfeldt-Jakob (DCJ) é uma doença neurodegenerativa, caracterizada por provocar uma desordem cerebral com perda de memória e tremores. A condição provoca mudanças de personalidade, ansiedade, depressão e perda de memória, geralmente em alguns meses. Como não existe nenhum tratamento eficaz, o objetivo é aliviar a dor e os sintomas.

Quem tiver interesse em ajudar, basta fazer transferência bancária via pix para a chave (CPF) :  227.596.383-91 ou uma transação convencional para a conta: Ag: 3178-X | CC: 3231-X.

Família procura jovem de 23 anos desaparecido em Teresina

Resultados do Enem serão divulgados dia 13 de fevereiro

Professora da Uespi é nomeada para equipe de transição do governo Lula

Fonte: Com informações de cidadeverde.com

Próxima notícia

Dê sua opinião: