21° GRE realiza revisão preparatória para o Enem

Para acompanhar o conteúdo repassado pelos professores, os alunos receberam um caderno de questões e folhetos informativos


Enem

Enem Foto: Imaginie

As escolas da 21ª Gerência Regional de Educação, com o apoio da Unidade de Educação com Mediação Tecnológica (Canal Educação), promoveram, nesta quinta-feira (27), uma revisão preparatória para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), no auditório Edmilson Jorge, no bairro Dirceu Arcoverde. Na ocasião, compareceram 600 alunos do terceiro ano de 14 escolas.

Os estudantes tiveram a oportunidade de acompanhar revisões das disciplinas de matemática, literatura, gramática e redação, lecionadas por professores da própria gerência. Para a gerente da GRE, Walderice de Carvalho, a realização de revisões é importante para o aprimoramento do aprendizado dos alunos.

“A revisão é uma ótima maneira de melhorar o conhecimento do alunado, já que nós estamos na reta final do Enem. Já estávamos organizando esse encontrão há um bom tempo. Chamamos, inclusive, um comediante para abertura, como um modo de relaxar os alunos para, então, dar mais uma enfatizada nas disciplinas”, afirma a gerente.

Para acompanhar o conteúdo repassado pelos professores, os alunos receberam um caderno de questões e folhetos informativos confeccionados pelo Canal Educação, onde havia pequenas dicas para melhorar o desempenho na hora da prova.

Segundo o professor Regiano de Sousa, o apoio do Estado em momentos como esse é crucial para o bom desempenho dos estudantes. “Em uma revisão de grande porte, os alunos que habitam em regiões de maior carência sentem um maior apoio da instituição. Incentivo esse que, inclusive, faz a diferença na hora da prova, pois ele é um fator motivacional”, conta Regiano.

A aluna Karen Carolina, da Unidade Escolar Doutor Fontes Ibiapina, afirma querer alcançar seu objetivo de passar para Veterinária ou Serviço Social e, para isso, frequenta as revisões. “Esse momento é importante para nos prepararmos. Nós estudamos na escola e em casa, mas é diferente quando revisamos aqui e muitas vezes somos lembrados de coisas que havíamos esquecido”, finaliza a estudante.

Fonte: CCOM

Próxima notícia

Dê sua opinião: