OBRAS

Subestação Esplanada já está com 90% das obras concluídas

Junto à construção da Subestação Esplanada, há também os trabalhos de construção de 9 km de linhas de distribuição


Subestação em construção

Subestação em construção Foto: Ascom

Mais de 85 mil famílias serão beneficiadas com a chegada da Subestação Esplanada, na zona sul de Teresina. A obra vai ampliar em cinco vezes a oferta de energia na região e permitir maior qualidade de energia para a população da região e para as empresas do Polo Empresarial Sul, além de assegurar novos investimentos. A subestação está em fase final, onde já foram executadas as etapas de montagem eletromecânicas, de equipamentos, disjuntores, barramento, aterramento, restando apenas a parte civil relacionada à finalização da drenagem, cabeamento e acabamentos gerais. A inauguração da Subestação Esplanada acontece no final de março de 2020.

Junto à construção da Subestação Esplanada, há também os trabalhos de construção de 9 km de linhas de distribuição em 69 kV e 12 km de redes de distribuição em 13,8 kV que já está com postes implantados e com condutores sendo instalados. “Com um investimento de aproximadamente 10 milhões de reais, possuindo transformador de 30 MVA’s, a Subestação Esplanada juntamente com a linha de distribuição que integrará a subestação, trará benefícios para o setor empresarial e industrial, pois sua eficiência energética deve não apenas suprir a demanda hoje existente, mas também melhorar o ambiente de negócios da cidade”, declara Nonato Castro, Presidente da Equatorial Piauí.

O terreno da nova subestação foi doado pela Prefeitura de Teresina por meio de um Termo de Permissão de uso de imóvel público. “A Prefeitura tem buscado atrair novas empresas na capital. É um trabalho que tem foco no desenvolvimento econômico e social, já que a instalação de novas empresas implica geração de emprego e renda para nossa gente. Há também uma política de incentivos para que essas empresas tenham as condições de se instalarem e a energia é sempre uma das principais demandas desses investidores”, explicou o prefeito Firmino Filho.

Fonte: Ascom Equatorial

Próxima notícia

Dê sua opinião: