SEGURANÇA

Ônibus terão policiais militares disfarçados após onda de assaltos

Somente este ano, o Sintetro já registrou 37 assaltos a ônibus na capital


Usuários aguardando o ônibus na avenida Frei Serafim

Usuários aguardando o ônibus na avenida Frei Serafim Foto: Alinny Maria

Teresina registrou 37 assaltos a ônibus somente nos dois primeiros meses deste ano. Devido a falta de segurança no transporte público, o Sindicato do Trabalhadores Rodoviários (Sintetro) cobrou providências das autoridades competentes e foi recebido pela Secretaria de Segurança Pública do Piauí (SSP-PI) no final da manhã de hoje (27). Os motoristas e cobradores anunciaram uma paralisação para esta sexta-feira (28), no entanto, o movimento foi suspenso.

De acordo com o presidente do Sintetro, Fernando Santos, na reunião foi discutido sobre a implantação do botão do pânico nos coletivos e o alto índice de assaltos. "Alguns pontos ficaram definidos.  A Polícia Militar estará presente dentro dos ônibus a partir de hoje com policiais disfarçados. A Polícia Civil vai pegar nas garagens todas as filmagens dos assaltos e colher os boletins de ocorrências para tentar prender os assaltantes o mais rápido possível. O Setut recebeu o prazo de uma semana para dar uma objetividade sobre o botão de pânico ou dispositivo, já que hoje a Polícia Militar tem todo um sistema integrado, o uso da tecnologia  vai ser primordial contra esses assaltos", explica o presidente do Sintetro.

Sobre a paralisação da categoria que iria ocorrer amanhã, Fernando Santos disse que o movimento está suspenso até o dia 05 de março quando o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut) vai se manifestar sobre o uso do botão do pânico.

A reunião ocorreu na Secretaria de Segurança Pública com a presença do secretário Fábio Abreu e representantes do Sintetro, Setut, Strans, Polícia Civil e Polícia Militar. Veja abaixo  vídeo em que o presidente do Sindicato explica o que foi discutido na reunião:

ÚLTIMOS ASSALTOS A ÔNIBUS

Em uma semana foram registrados 10 assaltos a ônibus na capital. Os criminosos armados chegaram a invadir dois ônibus em um único dia e duas vezes a mesma linha em apenas 24 horas. A onda de assalto começou na noite de quinta-feira (20), quando um ônibus com mais de 70 passageiros foi abordado na zona Sul de Teresina por dois homens armados.

No sábado (22), dois coletivos foram alvos de assaltantes. O primeiro caso aconteceu por volta de 6h no ônibus 270, que faz linha para o Porto Alegre/Mocambinho. Por volta de 15h30, o coletivo que faz linha para o Parque Piauí/Miguel Rosa/Shopping foi assaltado por um homem na Avenida Frei Serafim. Após o crime, o assaltante desceu do ônibus e fugiu a bordo de uma moto conduzida por um parceiro no crime.

No domingo (23), o coletivo que faz linha para o Parque Piauí, de número 445, voltou a ser alvo de assaltantes, dessa vez na Ponte Juscelino Kubitschek, sentido Shopping Rio Poty.

Nessa quarta-feira (26), mais dois ônibus foram assaltos.  O primeiro caso aconteceu por volta de 12h30, na Avenida Miguel Rosa. Desta vez o ônibus da empresa Taguatur, de número 418, que faz linha para o bairro Lourival Parente, foi o alvo dos assaltantes que obrigaram o motorista a mudar a rota. Ainda na tarde de ontem, o ônibus que faz linha para o Terminal de Integração Itararé foi invadido por dois homens armados na Avenida Miguel Rosa. 

Próxima notícia

Dê sua opinião: