SANEAMENTO BÁSICO

Cobertura de tratamento de esgoto em Teresina chega a 40%, segundo Águas de Teresina

Índice há cinco anos era de 19%; operadora aponta investimento de R$ 1 bi na capital do Piauí


Esgoto

Esgoto Foto: ixi.today

O saneamento básico está ligado a um conjunto de medidas voltadas para a promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida da população, sendo fator importante para prevenir doenças, além de contribuir com a preservação do meio ambiente. Em cinco anos, a concessionária Águas de Teresina informa que aplicou mais de R$ 1 bilhão na capital. Moradores que sofriam com a falta d’água crônica, sobretudo no período de B-R-O Bró, relatam que a situação melhorou. É o que diz Reginaldo Soares, morador da Usina Santana, na zona sudeste.

“A gente não dormia durante a noite, por que era o horário que tinha água e íamos pegar para usar durante o dia. Passei uns 15 anos sem saber o que era tomar banho de chuveiro. Agora temos água na torneira, podemos tomar aquele banho de chuveiro, a esposa pode lavar roupa com tranquilidade, enfim, mudou para melhor”, enfatiza.

A empresa aponta que faz investimento para expansão da distribuição de água para todas as zonas da cidade, e que tem feito investimentos para monitoramento por meio de Pontos de Controle de Qualidade (PCQs) da água. Ao todo, Teresina possui 120 PCQs instalados estrategicamente na cidade para coletar amostras e analisá-las periodicamente.

Agora, a empresa investe esforços na universalização do esgotamento sanitário para acabar de vez com a realidade de esgoto à céu aberto na capital. Desde que começou a operar na capital, a Águas de Teresina mais que dobrou a cobertura de esgotamento o da cidade, saindo de 19% para 40%. A meta é que até 2025 seja alcançada 67% de cobertura, com a expectativa de atingir 90% até o ano de 2033.

“Cuidar do saneamento básico é cuidar diretamente do meio ambiente. Uma cidade saneada preserva seus dos recursos hídricos, em virtude do tratamento correto dos dejetos, que deixarão de poluir a natureza. Isso contribui para um bioma muito mais saudável e impacta positivamente na saúde e qualidade de vida das pessoas”, destaca o presidente da Águas de Teresina, Jacy Prado.

Próxima notícia

Dê sua opinião: