Procura-se o dono de terreno da lagoa que se rompeu

Prefeitura de Teresina apurando as causas da tragédia no Parque Rodoviário


Mais de 100 famílias ficam desabrigadas no Parque Rodoviário

Mais de 100 famílias ficam desabrigadas no Parque Rodoviário Foto: Luiz Brandão

Após uma semana da tragédia no Parque Rodoviário, na zona Sul de Teresina, que deixou dois mortos e vários feridos, ainda não se sabe a quem pertence o terreno onde tinha a lagoa que rompeu e causou o desastre.

Uma comissão foi instituída pela Prefeitura de Teresina nesta semana para apurar e identificar o que realmente ocorreu, de quem é a propriedade e quem seria o responsável pela conservação do local.

Em entrevista à uma emissora de TV, o procurador Ari Ricardo Ferreira disse que a área fica na divisa da propriedade da antiga Telepisa, que posteriormente foi privatizada pela OI.

"O cadastro do município é antigo. Estamos fazendo buscas cartorárias para ver se houve mudança nessa propriedade. Com certeza, a área onde era o clube ainda está no nome da Telepisa nos cadastros municipais. Mas a área onde está a lagoa há uma divergência de limite onde começa e termina a área da Telepisa e esse é o passo inicial dessa comissão", disse o procurador ao programa Notícia da Manhã.

A comissão foi instituída no dia 9 de abril e o prazo de conclusão é de 30 dias, podendo ser prorrogado.

Fonte: Noticias da Manhã

Próxima notícia

Dê sua opinião: