MOTIVOS PESSOAIS

Presidente do Inep pede demissão faltando 4 meses para o Enem

Carlos Moreno, servidor de carreira, assume o comando do instituto


Danilo Dupas

Danilo Dupas Foto: Ministério da Educação

O ministro da Educação, Victor Godoy, anunciou pelas redes sociais que o atual presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Danilo Dupas, pediu demissão e deixa o cargo a menos de quatro meses do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cujo instituto é o responsável por sua elaboração.

Em seu Twitter, Godoy disse que a decisão tomada por Dupas ocorreu por "motivos pessoais" e agradeceu a contribuição do colega.


 

Ainda segundo o ministro, Carlos Moreno, servidor de carreira, assume o comando do instituto.

“Anuncio que, a partir de 1º de agosto, o diretor Carlos Moreno será o novo presidente do Inep, respondendo interinamente e garantindo a continuidade dos exames e avaliações fundamentais para a sociedade brasileira”, postou.

Carlos Moreno é servidor de carreira da autarquia há 37 anos, bacharel e mestre em estatística pela Universidade de Brasília e doutorando em educação pela Universidade Católica de Brasília. Já ocupou diversas funções no Inep. É diretor de Estatísticas Educacionais do instituto desde 2010, liderando processos como o Censo da educação.

A aplicação do Enem vai acontecer entre os dias 13 e 20 de novembro deste ano em todo o País. 

Fonte: Com informações da Agência Brasil e CCN

Próxima notícia

Dê sua opinião: