SEM MORTOS

Detentos fazem agentes reféns durante rebelião em presídio de Manaus

Alteração na Unidade Prisional do Puraquequara teve início às 6h deste sábado (2). Não há registro de mortes, diz governo


Presos sobem em torre de presídio durante rebelião

Presos sobem em torre de presídio durante rebelião Foto: Reprodução/Rede Amazônica

Detentos da Unidade Prisional do Puraquequara, em Manaus, iniciaram uma rebelião com reféns na manhã deste sábado (2). Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), sete agentes penitenciários são feitos reféns. Não há informações sobre mortos.

A rebelião teve início por volta das 6h, durante o café da manhã, quando detentos serraram a grade de duas celas e avançaram nos agentes, diz a Seap. A UPP tem, atualmanete, 1.079 presos. Segundo familiares de presos, a rebelião é para exigir melhores condições dentro do presídio.

Fora das celas, os presos se aglomeram em torres de caixa d'água que ficam localizadas na área externa do presídio, onde protestam com reféns. Ainda não há uma estimativa de quantos internos estão envolvidos no motim.

Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária informou que os presos "exigem a presença da imprensa e dos direitos humanos".

Nas redes sociais circulam vídeos em que aparecem os supostos agentes dentro do presídio. Eles avisam que estão bem e reforçam o pedido dos presos.

Por volta das 10h, o presidente da comissão de direitos humanos da OAB-AM, Epitácio Almeida, conseguiu autorização para entrar no presídio.

Fonte: G1

Próxima notícia

Dê sua opinião: