Lives do conhecimento
EVENTO

25 de Novembro: Dia internacional de Combate à Violência contra a mulher

Seus corpos foram encontrados em um precipício, com sinais de estrangulamento e intensa tortura, acarretando uma grande comoção


Evento

Evento Foto: Divulgação

Em 1999, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu, no dia 25 de novembro, o Dia Internacional de Luta contra a Violência sobre a Mulher. Essa data foi escolhida para homenagear as irmãs Pátria, Minerva e Maria Teresa, conhecidas como “Las Mariposas”, que combatiam fortemente o regime ditatorial de Rafael Leônidas Trujillo, na República Dominicana, sendo assassinadas pelo governo extremista.
Seus corpos foram encontrados em um precipício, com sinais de estrangulamento e intensa tortura, acarretando uma grande comoção. Com a finalidade de ampliar o combate à violência contra as mulheres, em 2010, foi criada a ONU Mulheres, instituição humanitária com sede em Nova York e responsável pela defesa dos direitos humanos das mulheres na ONU.
Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) aponta que os casos de feminicídio cresceram 22,2%, entre março e abril deste ano, em 12 estados do país, comparativamente ao ano passado e também destaca que existiu o aumento de denúncias feitas por telefone de 37,6% a  partir do mês de março , período de isolamento social em todos os estados brasileiros.
Estes números também comprovam a relação das mortes com o racismo, pois no Brasil, 61% dos óbitos foram de mulheres negras, maiores vítimas em quase todas as regiões, com exceção do sul. Merece destaque a elevada proporção de óbitos de mulheres negras nas regiões Nordeste (87%), Norte (83%) e Centro-Oeste (68%).
A CEPM desenvolve todos os dias ações e políticas públicas em prol das mulheres, sobretudo, a negra , para que possamos reverter os dados do índice de violência doméstica.
Hoje (25 ) teremos a live Violência contra a mulher em âmbito rural ,às 16 horas , no @cepmpi2. A coordenadora de Estado de Políticas Públicas para as Mulheres, Zenaide Lustosa, conversa com a Patrícia Vasconcelos, Secretária de Estado da Agricultura Familiar para explanar a temática.
E no 26.11 teremos o webinário Diferentes Perspectivas sobre a violência contra a mulher com as convidadas Rita Lima , Defensora Pública do Distrito Federal, Titular da Defensoria de Promoção e Defesa dos Direitos das Mulheres da DPDF Mestre em Direito e Políticas Públicas, Eugênia Villa, Delegada e Superintendente do Sistema  de Gestão de Riscos SSP/PI e Camila Galleti Doutoranda e mestra em Sociologia pela Universidade de Brasília (UnB). Atualmente estuda teorias feministas, neoliberalismo e afetos. É pesquisadora do projeto mulheres eleitas do LAPPCOM/UFRJ CELULAR:

Para participar acesse o link e também será transmitido no Face da coordenadoria de Estado de Políticas para as Mulheres :
Entrar na reunião Zoom
https://us02web.zoom.us/j/85068868009
ID da reunião: 850 6886 8009

Fonte: Ascom Coordenadoria das Mulheres

Próxima notícia

Dê sua opinião: