CAR MAIS

Segurança no negócio

Confira as novidades do mundo automobilistico


Iilustração de seguro de automóveis

Iilustração de seguro de automóveis Foto: Divulgação

Apesar de os seguros de veículos estarem em crescimento negativo em 2019 – com menos apólices vendidas em comparação ao ano passado –, algumas operadoras estão tendo os melhores balanços de sua história. Muito complexa, a operação de seguro é composta de diferentes variáveis que interferem no resultado do negócio. Para terem lucro, as empresas de seguro devem ter um índice combinado abaixo de cem pontos, que é o prêmio da operadora.

 Do total, a seguradora tem de abater as indenizações, as despesas administrativas e comerciais e os impostos. Com um resultado de menos de cem pontos, a operadora ganha, com mais, perde. Em tempos de juros altos, como foi a situação no Brasil até pouco tempo, a realidade fica distorcida, fazendo com que, mesmo com índice acima de cem pontos, a seguradora lucra. 

Com juros mais baixos, uma combinação de cento e três pontos é suficiente para a companhia pelo menos empatar o balanço. Mas a situação no país acabou equilibrando as coisas em favor das seguradoras. A queda do número de veículos roubados ou furtados reduziu praticamente em 20% o número de indenizações por perda total do bem. Conforme estudo feito pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, a queda acentuada dos roubos e a redução das colisões estão, dependendo da seguradora, compensando com sobra a redução do faturamento em novos negócios. Ou seja, a diminuição no número de veículos roubados e de acidentes acabaram ajudando as operadoras de seguro.
teste do Latin NCAP do novo Renault DusterÀ meia-boca
O Renault New Duster, produzido na Romênia e que será feito no Brasil em substituição à atual geração nacional, alcançou quatro estrelas na Proteção de Ocupantes Adultos e três na Proteção de Ocupantes Infantis no mais recente teste promovido pelo Latin NCAP. A nova versão do SUV oferece equipamento padrão de dois airbags frontais e controle eletrônico de estabilidade.

 A estrutura foi considerada instável no impacto frontal e não conseguiu suportar cargas mais elevadas. No impacto lateral, a estrutura sofreu uma alta penetração, o que não é esperado em uma nova versão de um modelo. As duas cabeças dos bonecos infantis tiveram contato com o interior do veículo durante o impacto do teste, aumentando a probabilidade de ferimentos. O New Duster oferece ancoragens Isofix e Top Tether como padrão nas duas posições traseiras externas e Lembrete de Cinto de Segurança (SBR) nos dois bancos dianteiros.

 O New Duster foi testado na versão romena, importada principalmente para o Chile. Quando a nova geração for fabricada na América Latina, será auditada assim que estiver disponível e os testes serão publicados. Naturalmente, o Latin NCAP espera que a segurança do modelo aumente quando for produzido no Brasil.

Fonte: Daniel Dias Agência AutoMotrix

Próxima notícia

Dê sua opinião:

Sobre a coluna

Redação/Automotrix

Redação/Automotrix

Agência de noticias especializada em pesquisa sobre veículos

Fique conectado

Inscreva-se na nossa lista de emails para receber as principais notícias!

*nós não fazemos spam

Enquete

O STF deve afastar Deltran Dallagnol da chefia da Lava Jato?

ver resultado