Geral

Zoobotânico de Teresina tem o maior recinto para ursos no Brasil

O parque abriga a ursa Marsha, resgatada de um circo em 2011.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 26/10/2017 14:11
Urso UrsoFoto: Ascom

O Parque Zoobotânico de Teresina possui o maior recinto para abrigar ursos no Brasil. São 450 metros quadrados, área de cambeamento (local onde o animal é confinado de forma segura), duas maternidades, duas piscinas e aspersores de água para amenizar o calor, especialmente no período mais quente do ano, entre setembro e dezembro. Além disso, o espaço de exposição é arborizado.

É neste local que vive a ursa Marsha da espécie parda. Ela tem 26 anos e pesa 210 kg. Chegou ao Zoobotânico em setembro de 2011, resgatada do Circo d'Itália, que estava no Pará, em agosto daquele ano; Marsha vivia em uma jaula de dois metros quadrados. “O espaço onde está a ursa, assim como os demais recintos do parque, cumprem as determinações estabelecidas pelas resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) e também pelo Ibama, no que diz respeito ao confinamento. A Marsha é bem cuidada e recebe alimentação adequada. Temos médicos veterinários, biólogos, nutricionistas e tratadores treinados para desenvolver as atividades de atendimento aos animais”, garante o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Ziza Carvalho, que solicitou oficialmente ao Conselho Regional de Medicina Veterinária uma avaliação da ursa por um profissional isento.

Funcionário do Zoobotânico, o biólogo Celso Mendes falou sobre a alimentação do animal. “Diariamente a ursa é alimentada com cerca de 15 kg de alimentos, que conta com carne de frango, frutas legumes e verduras. Além disso, recebe complementação de proteína, por meio de ração. Este tipo de alimento a Marsha já recebia quando estava no circo e nós mantivemos porque já estava habituada a comer e não faz mal à sua saúde", informou.

O coordenador do Parque, José Renato Uchôa, explica que, infelzmente, Marsha apresenta estresse adquirido enquanto estava no circo. “Este animal passou 20 anos rodando o país, em uma jaula pequena. E ela já é idosa, tem 26 anos, o cansaço é da idade. Nós cuidamos muito bem dela. Qualquer pessoa interessada em conhecer sua rotina, sua dieta, pode nos procurar para ter mais informações”, ressalta Jósé Renato.

Unidade de Conservação

O Parque Zoobotânico compreende uma área de 136 hectares, no coração da capital do Piauí, Teresina. Sua vegetação predominante é caracterizada por floresta estacional semidecídua mista com floresta dicótilo/palmácea, além de mata ciliar nas margens do rio Poti e riachos.

No parque é possível encontrar as mais variadas espécies típicas de áreas de transição entre os biomas da amazônia, cerrado e caatinga, com destaque para palmáceas mais frequentes, sendo o babaçu, a macaúba, o tucum, o pati e árvores como jatobá, sapucaia, angico branco, chichá, gonçalo alves, mororó, pitombeira, violeta, ipê-amarelo, embaúba e outras.

Com uma rica fauna e flora, o Parque Estadual Zoobotânico foi enquadrado na categoria de Unidade de Conservação estabelecida na Lei do SEUC/SNUC. Decreto assinado pelo governador Wellington Dias e o Secretário Ziza Carvalho no último dia 17 de outubro, no Theatro 4 de Setembro.

Comentários