Cidade

Sindilojas e CDL discutem plano de segurança para os lojistas

Segundo o secretário de segurança Fábio Abreu, a parceria com os empresários tem o propósito de promover melhores condições do sistema de segurança.
Fonte: Douglas | Editor: Da redação 24/04/2019 09:30
Reunião sobre segurança Reunião sobre segurançaFoto: Douglas

O Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Teresina estiveram reunidos com o Secretário de Segurança Pública, deputado Fábio Abreu, para discutir o projeto que está sendo elaborada para reforçar o policiamento preventivo e ostensivo na capital.

O presidente do Sindilojas, Tertulino Passos, falou da importância do projeto para melhorar a segurança nos estabelecimentos. “Durante a reunião conversamos sobre como será desenvolvido o projeto, que inicialmente será implementado na zona leste de Teresina. Destacamos a necessidade de estender a ação para outros bairros, como foi feito com o sistema de segurança do centro da cidade. Acreditamos muito nesses projetos para que a gente possa estar melhorando a segurança, inclusive para os lojistas. Então, esperamos que esse projeto ajude a ter realmente a segurança que tanto precisamos”, afirmou o presidente do Sindilojas.

Segundo o secretário de segurança Fábio Abreu, a parceria com os empresários tem o propósito de promover melhores condições do sistema de segurança. “Os empresários pagam a chamada taxa de segurança pública e nosso objetivo é mostrar que esse investimento tem importantes resultados. Por isso, estamos buscando junto as empresas que se regularizem nesse sentido. Então, nosso objetivo é mostrar a quantidade de viaturas e reforço na segurança que teremos na região”, disse Fábio Abreu.

Na reunião, ainda foi debatido sobre o desenvolvimento de tecnologias que possibilitem um efetivo reforço na segurança, como por exemplo o PMPI Mobile e o sistema de Televigilância. “Ficamos felizes porque conseguimos compreender que existirá uma maior quantidade de veículos, policias e incremento na parte tecnológica. Fomos demandados a pensar o plano de segurança e contribuir da maneira formal e legal. Esperamos que todas essas ações tragam mais segurança para nossa capital”, declarou o presidente da CDL de Teresina, Evandro Cosme.

Comentários