Geral

DPU reage: querem remover famílias para duplicar avenida

Defensor público da União contesta PMT sobre risco de rompimento de dique
Fonte: DPU | Editor: Paulo Pincel 15/12/2017 09:43
Defensor público da União, Benoni Ferreira Moreira Defensor público da União, Benoni Ferreira MoreiraFoto: Caio Bruno/Alepi

O defensor público da União Benoni Ferreira Moreira contestou a informação do engenheiro ambiental Leonardo Madeira, da Secretaria Municipal de Planejamento, de que a prefeitura vai retirar as famílias que residem nas margens da Avenida Boa Esperança por conta do risco de rimpimento do dique de proteção - queé a própria via.

Segundo o defensor público. a prefeitura pretende duplicar a avenida e tenta justificar essa intenção com a suposta instabilidade da estrutura do dique.

“Essa informação não é verdadeira, de acordo com os estudos técnicos realizados por solicitação da própria Prefeitura de Teresina. O que a PMT pretende é apenas justificar a retirada de centenas de famílias que ocupam a área há mais de sessenta anos para duplicar a avenida. Não há qualquer ameaça de rompimento do dique do Rio Parnaiba. Muito menos há o risco de inundação”, rebateu Benoni Moreira, da Defensoria Pública da União.

Benoni Moreira acompanha o debate, como representante da DPU, juntamente com Defensoria Pública do Estado, Ministério Público do Estado e Ministério Público Federal, além de outras entidades, para resguardar o direito à moradia das famílias que residem naquela área.

“Neste momento estou na DPE/PI para irmos junto com MPE e MPF ao Residencial Zilda Arns para constar a situação atual das famílias removidas na primeira fase de programa Lagoas do Norte”, adiantou o defensor público.


Comentários