Geral

Mutuários dos conjuntos União I e II serão atendidos pelo Programa Minha Casa Legal

O atendimento será feito na Unidade Escolar Anita Gayoso, bairro Memorare, das 7h30 às 13h30.
Fonte: Governo do Piauí | Editor: Redação 19/02/2018 14:47
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativaFoto: Reprodução

A Empresa de Gestão de Recursos do Piauí (Emgerpi) inicia, a partir desta terça-feira (20), os atendimentos itinerantes do programa de regularização fundiária: Minha Casa Legal em 2018. Os mutuários dos conjuntos União I e II, em Teresina, serão os primeiros a receberem os serviços jurídicos do programa na capital. O itinerante será realizado nos dias 20 e 21 de fevereiro, das 7h30 às 13h30, na Unidade Escolar Anita Gayoso, localizada na rua José Marques da Rocha S/N, bairro Memorare.

Os Conjuntos União I e o II têm 180 unidades habitacionais construídas pela extinta Companhia de Habitação do Piauí (Cohab-PI). Apenas seis mutuários estão em situação de inadimplência, sendo que a maioria ainda precisa promover a atualização cadastral e solicitar a titularidade definitiva das unidades habitacionais.

Sobre o objetivo da ação, o diretor-presidente da Emgerpi, Ricardo Pontes, falou que a meta é levar, com mais comodidade, as informações para os mutuários dos conjuntos, incluindo as facilidades de pagamento que o programa está oferecendo para quem precisa parcelar ou quitar débitos. Por meio do Minha Casa Legal, todos os mutuários da extinta Cohab contam com descontos de 20%, 30%, 40% e até 90%, sobre juros e multas”, explicou Ricardo Pontes.

Conforme a diretora de Processos Imobiliários da Emgerpi (DPI/Casa do Mutuário), Ana Lúcia Gonçalves, a empresa está trabalhando para que os mutuários que residem nos conjuntos habitacionais da capital e do interior sejam atendidos pelo Programa Minha Casa Legal. “Nosso objetivo é fazer com que todos os mutuários finalizem suas pendências, sejam elas cadastrais ou financeiras. Isto é, conclua o processo de regularização fundiária, que consiste na obtenção do registro imobiliário dos seus imóveis”, destacou Gonçalves.

Ação itinerantes nos conjuntos São Joaquim e Cíntia Portela

Nos dias 22 e 23 de fevereiro, a Emgerpi atenderá os mutuários dos conjuntos São Joaquim (820 imóveis) e Cíntia Portela (176 imóveis), também na zona norte. Nestes dois conjuntos, a Emgerpi também busca facilitar o acesso dos mutuários da extinta Cohab às facilidades de pagamento que o Programa Minha Casa Legal está ofertando para quem precisa quitar débitos.

De acordo com Ana Lúcia Gonçalves, no conjunto São Joaquim, a meta da Emgerpi é finalizar as 54 situações de inadimplência deste empreendimento habitacional. Também queremos apresentar as facilidades de negociação do Programa Minha Casa Legal para os mutuários do conjunto Cíntia Portela, que atualmente conta com 14 casos, cujas pendências já foram negociadas anteriormente, mas que poderão retomar nas mesmas condições de pagamento pactuadas no passado e também atualizar os dados.

Durante estas ações itinerantes, os mutuários de Teresina contarão com atendimento prestado pelos assistentes sociais, analistas e um assessor jurídico da Emgerpi. Visitas domiliciares também serão feitas pelas assistentes sociais da empresa.

De acordo com o calendário de ações da Emgerpi, os mutuários da zona sul de Teresina e do interior do Piauí receberão, a partir dos próximos meses, os serviços itinerantes do programa de regularização fundiária urbana.

Comentários