Mundo

Indonésia: Polícia prende quase 100 pessoas por saques após terremoto

A maioria dos roubos ocorreu em Palu, embora também tenham sido registrados nos municípios de Sigi, Tolitoli e Donggala, acrescentou Dedi
Fonte: Agência Brasil | Editor: Redação 04/10/2018 10:32
Terremoto na Indonésia Terremoto na IndonésiaFoto: Reprodução

Pelo menos 92 pessoas foram detidas por saques na ilha de Celebes, na Indonésia, após o terremoto e o tsunami que atingiram a região, onde continua a distribuição de ajuda aos desabrigados por causa do desastre que causou mais de 1.400 mortes. O porta-voz da polícia, Dedi Prasetyo, afirmou que as prisões foram feitas pelo roubo de carros, motocicletas, cigarros, café e alimentos em cinco áreas da província de Celebes Central.

"Esperamos que haja mais detidos. Hoje temos uma equipe para garantir a segurança, vigiando os motoristas nos arredores de Palu", disse o agente à Agência EFE. A maioria dos roubos ocorreu em Palu, embora também tenham sido registrados nos municípios de Sigi, Tolitoli e Donggala, acrescentou Dedi, em entrevista coletiva, onde apresentou dezenas de detidos e os objetos roubados.

O Exército indonésio deslocou vários soldados para car na frente das lojas, caixas automáticos, postos de gasolina e aeroportos, enquanto as autoridades trabalham para coordenar a distribuição de assistência à região, onde mais de 70 mil pessoas foram deslocadas.

Em Palu, área mais afetada pela catástrofe, os caminhões militares e da agência de gestão de desastres que transportam suprimentos percorrem as ruas, onde a tranquilidade predomina. À noite, a Cruz Vermelha também distribuiu ajuda aos deslocados, incluindo cobertores e colchões, que chegaram à região por via marítima, informou a organização humanitária.

Comentários