Geral

Família denuncia que idosa está há 2 meses no HGV aguardando cirurgia

A família disse que o hospital não liberou a cirurgia por falta de vagas na UTI
Fonte: Com informações da Ascom Teresa Britto 22/02/2018 12:57
Hospital Getúlio Vargas Hospital Getúlio VargasFoto: Divulgação

Na manhã desta quinta-feira (22), a vereadora Teresa Britto (PV) subiu à tribuna para expor denúncia de familiares de uma paciente que está internada há dois meses no Hospital Getúlio Vargas (HGV). A família denuncia a falta de vagas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Segundo a denúncia, a paciente de 62 anos sofreu uma queda e teve problemas na coxa. Inicialmente, ela foi levada ao Hospital de Urgência de Teresina (HUT) e, no dia 22 de dezembro de 2017, foi transferida para o HGV.

Desde então, a família relata que a paciente contraiu infecção hospitalar e trombose, deixando seu estado de saúde ainda mais preocupante. Ainda de acordo com os familiares, a equipe médica do hospital explicou que a cirurgia ainda não foi realizada por falta de vagas UTI. Por meio de áudios no aplicativo Whatsapp, a irmã da paciente denunciou o caso à vereadora Teresa Britto, que os expôs durante a sessão na Câmara.

A vereadora disse que vai levar a denúncia às autoridades competentes e fará uma vistoria para saber a real situação do Centro de Saúde. “Hoje à tarde vamos visitar o hospital, conversar com as equipes de saúde e com os pacientes. Também vamos encaminhar essa denúncia ao Ministério Público e a todos os órgãos do Estado para providências urgentes”, conclui Teresa Britto.

Comentários