Polícia

Delegada diz que ex de Aretha simulou atropelamento

Ainda na tarde de ontem, o suspeito se entregou à polícia
Fonte: Polícia Civil | Editor: Alinny Maria 17/05/2018 08:42
Aretha Dantas e Paulo Alves Aretha Dantas e Paulo AlvesFoto: Arquivo pessoal/Montagem Piauí Hoje

As investigações sobre o caso Aretha Dantas, vítima de feminicídio, apontaram o ex-namorado da cabelereira como o autor do crime. Paulo Alves dos Santos Neto foi preso na tarde de ontem (16).

A delegada Luana Alves, do Núcleo de Feminicídio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), responsável pelo inquérito policial que investiga a morte de Aretha Dantas Claros, disse que Paulo tentou camuflar o crime.

Segundo a delegada, o suspeito quis simular um atropelamento para esconder que a vítima foi esfaqueada. O corpo de Aretha foi encontrado na madrugada de segunda-feira (15) na Avenida Maranhão, zona Sul de Teresina, com pelo menos 20 perfurações de faca e com marcas de frenagem no corpo, o que sugere um atropelamento.

Ainda na tarde de ontem, o suspeito se entregou à polícia após as equipes da DHPP inspecionar a sua residência e encontrar provas do crime.

Comentários