Poesia nos muros de Teresina: O presente é um presente

O presente é um presente O presente é um presenteFoto: Samuel Brandão
Por que gastar a vida com ilusões, perdido num passado irreversível cristalizado na memória, onde não se pode mudar muita coisa ou em um futuro remoto que não se tem certeza e lá esconder a sua melhor versão, o seu sorriso?

Quem colore muito o antes e o depois, faz do agora, uma fotografia em preto e branco.

O presente é um presente! Fala um muro de Teresina.

Quando se olha o presente com a devida atenção, com a integridade do ser e o despojar do olhar, se presta mais atenção nos detalhes, no cabelo branco que nasce na mãe, na moça simpática da padaria, na tarde esmiuçada por pardais, no pôr do sol único de cada dia, de como as coisas se apresentam pra você e sem você e como reage a elas.

O interessse pessoal modifica o modo como você olha a realidade, elege ou descarta coisas, pessoas, momentos, tardes. É bom ficar atento a alguma alegria que passa.

Quando se ganha um presente, se esboça um sorriso, por saber que algo novo nos espera.

Por isso, receba-o, o presente é um presente!

por Samuel Brandão

O presente é um presente O presente é um presente Foto: Samuel Brandão

Comentários

ARTEFATO

Samuel

Trabalha como DJ e proprietário do La Ville Ristobar

Sobre o Blog

O que acontece no espaço cultural "Teresina", localizado embaixo da Ponte Juscelino Kubitschek, na Marechal castelo Branco

Apoio: