COZINHARTE

Por Goretti Mendes

O Charme de Parnaíba

Parnaíba ParnaíbaFoto: Divulgação

Considero Parnaíba uma cidade com um potencial turístico fantástico. É a segunda maior cidade do Piauí sendo também um dos quatro municípios litorâneos do estado (além de Ilha Grande, Luís Correia e Cajueiro da Praia).

Porto das Barcas Porto das Barcas Foto: Goretti Mendes

A cidade irradia um ar de superioridade, talvez por ter recebido de Dom Pedro I o honroso título de “Metrópole das Províncias do Norte” e também por sido, em meados do século XIX, um centro de difusão de cultura e de novas ideias concentrando a “elite intelectual” do estado,

Situada às margens do rio Igarassu (na verdade um dos braços do rio Parnaíba) é a porta de entrada para as belezas raras do Delta, o único em mar aberto das Américas e o terceiro maior do mundo, só perdendo para o do Nilo no Egito e o do Mekong no sudeste asiático. Um patrimônio natural invejável.

O início da cidade se deu no Porto das Barcas, um conjunto arquitetônico muito interessante. Foi testemunha da efervescência da época áurea de navegações pelo rio Parnaíba. É um lugar lindo. Vale a pena ser visitado principalmente para quem, como eu, gosta de ver e analisar a história através da arquitetura. Prestar atenção ao colorido, às formas, aos materiais utilizados na construção dos casarios dos séculos XVIII e XIX é bela uma volta ao passado.

As cores das portas e janelas do Porto das Barcas
Cores e formas das portas e das janelas do Porto das Barcas Foto: Goretti Mendes
Portas e janelas do Porto das Barcas
Portas e janelas do Porto das Barcas Foto: Goretti Mendes

Parnaíba, embora seja uma cidade de pequeno porte (cerca de 170.000 habitantes) tem serviços diferenciados. Um deles me chamou a atenção, o jantar no Hotel de Charme Santo Antônio.

O Hotel pertence a um grupo português e a proposta do restaurante é original. O cardápio, elaborado pela Chef Dalva é composto de uma entrada, um prato principal e uma sobremesa e é diferente a cada dia da semana.

Um aviso aos interessados, é necessário reservar uma mesa com antecedência pois o local é pequeno e bastante disputado.

Hotel de Charme Santo Antônio Hotel de Charme Santo Antônio Foto: Goretti Mendes

Dalva é natural de Amarante, PI. Foi Chef da cozinha do Restaurante Boa Vida, em Teresina, onde foi orientada pela Chef internacional Bel Coelho que na época montou o cardápio daquele restaurante. Esteve em treinamento intensivo durante um mês, em São Paulo, com a famosa Chef internacional Tatiana Cardoso que é formada pela Escola de Culinária Natural Gourmet Cookery School, em Nova York.

Goretti e Dalva Goretti e Dalva Foto: Goretti Mendes

As mesas do restaurante são cuidadosamente arrumadas. O local é lindo, romântico e faz jus ao nome, muito charmoso mesmo. É um local ideal para um jantar a dois. O serviço é perfeito, impecável, a comida é muito saborosa e elegantemente arrumada nos pratos.

Dalva nos presenteou gentilmente com duas receitas do cardápio do restaurante. São receitas com poucos ingredientes, muito saborosas e fáceis de serem elaboradas. Vale a pena se aventurar.

É bom lembrar que receitas com poucos ingredientes, quanto melhor a qualidade dos produtos que você usar, mais diferença vai fazer. Para o molho não recomendo trocar o limão siciliano pelo tahiti e nem o creme de leite fresco pelo de lata ou de caixinha, pois isso vai desbalancear a textura e o sabor do molho.

Filé Grelhado com Ingredientes
Foto: Goretti Mendes
Filé Grelhado

Ingredientes: (para 02 pessoa)

Para o filé:

400g de filé cortado em quatro fatias altas

Sal à gosto

Pimenta do reino à gosto

Modo de Preparar:

Aquecer muito bem uma grelha ou frigideira e com um pouco de manteiga grelhar dos dois lados o filé deixando “ao ponto”.

Filé Filé Foto: Goretti Mendes
Espaguete Espaguete Foto: Goretti Mendes

Espaguete ao molho de limão Siciliano

Ingredientes:

200g de espaguete

02 colheres, das de sopa, de manteiga.

1/2 xícara, das de chá, de suco de limão siciliano

1 colher, das de sopa de raspas da casca do limão (opcional)

1/2 xícara de creme de leite pasteurizado (fresco)

04 colheres, das de sopa, de queijo parmesão ralado, em ralo grosso (de preferência na hora).

Sal e pimenta à gosto

Modo de Preparar:

Colocar uma panela grande com água no fogo. Quando ferver, adicione uma colher, das de sopa de sal, um fio de azeite e o macarrão. Deixe cozinhar pelo tempo determinado no pacote da massa para que fique “ al dente” .

Raspe a casca dos limões com o lado fino do ralador, com cuidado para não pegar a parte branca. Esprema o suco, descartando as sementes.

Em uma frigideira ou panela grande, para que possa misturar a massa depois de pronta, derreta a manteiga em fogo médio e adicione as raspas e a metade do suco de limão e mexa por alguns segundos. Junte o creme de leite e, assim que ferver, abaixe o fogo. Deixe por cerca de cinco minutos, mexendo de vez em quando, até reduzir e engrossar um pouco. Coloque o restante do limão experimentando para deixar o molho com o teor azedo desejado. Tempere com pimenta e sal e prove para acertar o tempero, colocando mais suco de limão se achar necessário. Desligue o fogo.

Misture o espaguete cozido e escorrido, salpique com o queijo parmesão ralado por cima e sirva.

Uma sugestão da Chef Dalva para incrementar e dar um toque agridoce à receita é misturar à massa, antes de polvilhar com o queijo parmesão, cubinhos de abacaxi previamente grelhados.

Comentários

COZINHARTE

Goretti Mendes

Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Federal de Pernambuco. Também é especialista em Ciências Ambientais pela Universidade Federal do Piauí. Amante da arte sob qualquer forma de expressão, vê na Gastronomia e na Arquitetura artes que se complementam.

Sobre o Blog

Nesta coluna abordaremos os mais diversos assuntos sobre a arte de cozinhar, sobre boas experiências na cozinha. Falaremos da arquitetura como arte complementar da gastronomia.

Apoio:

Colunas e Blogs