Araras expostas: a nova maneira de guardar roupas

Araras: nova maneira de guardar roupas Araras: nova maneira de guardar roupasFoto: Reprodução

Somos muito acostumados com o uso de araras em lojas de roupas, isso por que elas são a melhor opção de mostrar um maior número de peças no menor espaço possível. Atualmente, essa preferência extravasa o mundo comercial e cai com perfeição nos novos projetos residenciais. Conheça agora um pouco mais sobre essa tendência.

Araras

As araras são móveis versáteis por dispensarem a fixação em paredes, ou seja, diferente dos armários embutidos e dos closets convencionais, elas não limitam o layout do quarto. Se você é uma pessoa que gosta mudar os móveis de lugar com frequência, essa solução é muito vantajosa.

Araras com personalidade

O seu baixo custo é outro atrativo, que contribui para que elas tenham caído no gosto dos clientes. A marcenaria é uma das partes mais caras de um projeto de interiores e o uso de araras dispensa esse gasto. Dessa forma, elas são a escolha ideal para aqueles que não querem gastar muito.

Também são perfeitas para os que gostam de ter suas roupas e acessórios sempre à mão. Isso evita o acúmulo de roupas, já que é possível ver exatamente quais peças você tem e quais você realmente usa no dia a dia. Porém essa característica pode levar a um grande inconveniente, caso o cliente não mantenha suas roupas organizadas e arrumadas de formas harmônica. Assim, ao invés de trazer um ar de modernidade e personalidade ao projeto, você terá apenas uma bagunça visível no seu cômodo.

Araras

As araras possuem duas grandes desvantagens: as roupas ficam expostas à poeira e à luz. Esta por sua vez é capaz de danificar as roupas com maior rapidez, então não é recomendado o uso de araras em locais de grande luminosidade ou onde há incidência de luz solar direta.

Esse tipo de móvel é capaz de traduzir a personalidade do dono. Com criatividade e organização, essa peça é a queridinha entre os que não dispensam qualquer oportunidade de colocar sua cara no projeto. Como as araras funcionam com pequenos móveis auxiliares, para os sapatos ou outras peças que não podem ser penduradas, os mais ousados aproveitam a deixa para manifestar sua presença na escolha desses mobiliários. Além disso, a definição do tipo de arara a ser usada, seja ela metalizada, de madeira cura, etc. também é capaz de mostrar um pouco sobre a personalidade do cliente.

Versatilidade

E aí? O que você acha dessa nova tendência?

Comentários

ARQUITETURA DESCOMPLICADA

Luiza Carvalho

Luiza Carvalho é arquiteta urbanista formada pela Universidade Federal do Piauí, pós graduanda em Design de Interiores e Ambientação pelo IPOG

Sobre o Blog

Nesta coluna você vai descobrir várias maneiras de otimizar o espaço, seja na sua residência ou no seu ambiente de trabalho, além de conhecer como a arquitetura é capaz de influenciar no dia a dia. Dicas e ideias de como economizar em obras, e como alcançar aquela casa dos sonhos. Aqui você tira dúvidas e descobre um universo totalmente novo, aqui você encontra arquitetura descomplicada.

Apoio: