VACINA

Wellington reforça importância de passaporte da vacina para entrada em órgãos estaduais

A apresentação obrigatória do comprovante de vacinação para entrada em estabelecimentos públicos vinculados à administração estadual deve reforçar o incentivo à vacinação


Comprovante de vacina

Comprovante de vacina Foto: Alinny Maria/Piauí Hoje

O governador Wellington Dias reforçou a importância da exigência do cartão de vacinação nos órgãos do estado. O anúncio da obrigatoriedade foi feito, na última segunda-feira (6), pelo secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, que explicou que o Governo do Piauí vai exigir a comprovação do esquema vacinal completo contra a Covid-19 para acesso aos estabelecimentos públicos no estado. A medida está sendo elaborada pela Secretaria de Governo (Segov). O decreto com as regras de cumprimento entra em vigor ainda esta semana.

Rosa Weber libera repasses de emendas do orçamento secreto

Wellington Dias anuncia reajuste salarial de 8,5% para servidores públicos

Deputados promulgam PEC que fixa teto salarial da PM do Piauí

A apresentação obrigatória do comprovante de vacinação para entrada em estabelecimentos públicos vinculados à administração estadual deve reforçar o incentivo à vacinação de todos os piauienses contra a doença. A imunização completa é necessária para evitar novas ondas da Covid-19.

“Estamos empenhados em incentivar a população em tomar a primeira, segunda e dose de reforço, se necessário. Nosso estado está alcançando bons níveis de vacinação e imunização, queremos ampliar e por isso medidas como estas são necessárias, inclusive, orientadas pelo Comitê Científico do Nordeste”, disse Wellington Dias.

O governador destacou ainda que, por meio do Fórum dos Governadores do Brasil, está sendo feito um trabalho para que seja encurtado o prazo entre as vacinas, incluindo a de reforço. “Queremos que a vacina de reforço seja dada até o quarto mês, estamos pedindo à Anvisa para que ela possa agilizar também a validação e o reconhecimento do que foi feito com a Agência Americana (Pfizer) e a Agência Europeia (AstraZeneca) quanto à medicação para a Covid-19”, explicou.

Nos estados com menor percentual de vacinação, há o registro de mais mortes e mais hospitalização. Os dados atestam a eficácia da vacina no combate à doença. De acordo com o secretário da Saúde, Florentino Veras, “a Fiocruz atesta que o Piauí tem 240.376 pessoas que ainda não retornaram aos postos de saúde para completar o esquema vacinal contra a Covid-19”.

Fonte: Ccom

Próxima notícia

Dê sua opinião: