CONSÓRCIO

Começou hoje a rodada de reuniões do Consórcio Nordeste na Europa

A superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Seplan, Rejane Tavares, acompanha o governador Wellington Dias e comitiva


Reunião na França

Reunião na França Foto: Ascom

A superintendente de Planejamento Estratégico e Territorial da Seplan, Rejane Tavares, acompanha o governador Wellington Dias e comitiva, em missão europeia do Consórcio Nordeste, que apresenta um portfólio de oportunidades de investimentos na região. O primeiro evento foi realizado na manhã de hoje (18), no Ministério de Economia e Finanças da França.

O Ministro Francês destacou a importância deste encontro, uma vez que o Brasil é um parceiro tradicional da França e apontou a presença de empresas que já investem no Brasil e novas empresas que se interessam em atuar no nordeste, todas presentes na reunião.

Segundo Rejane Tavares, o encontro foi de grande contribuição para o estado do Piauí. “A estratégia de desenvolvimento territorial de Paris reforça o que o Piauí vem fazendo e traz um novo olhar com para nossa experiência. Também reforça a necessidade de atuação em áreas urbanas, fortalecendo a participação do governo, sociedade e setor privado na construção do desenvolvimento sustentável”, relatou.

Foram apresentadas oportunidades nas áreas de energias renováveis, infraestrutura, saúde, conectividade e saneamento, sendo a última o maior destaque das possibilidades apresentadas pelo Consórcio.

Outro destaque na França foi a política de governo de Cidades Sustentáveis que divide a Grande Paris em 12 Territórios e tem por objetivo integrar o cidadão na construção da cidade, para tanto, o governo criou projetos específicos para atuação nos territórios.

O Projeto Ecocidades propõe uma reflexão global sobre as cidades buscando o equilíbrio das infraestruturas necessárias para atender as pessoas. No Projeto Ecobairros são construídos, com a participação da população, 20 compromissos de melhoria dos bairros, visando ações com emissão de baixo teor de carbono e eficiência energética para atendimento da população.

Já o Projeto Coração da Cidade propõe a melhoria das habitações e instalação de serviços que estimulem a permanência das pessoas nas cidades de médio e pequeno porte.

Fonte: Ascom Seplan

Próxima notícia

Dê sua opinião: