IFPI apura estupro coletivo de estudante de 17 anos

A adolescente foi dopada  e estuprada por um aluno do IFPI e dois da UESPI


UFPI Corrente

UFPI Corrente Foto: Divulgação

Uma  viagem técnica do IFPI  em parceria com a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) para o Tocantins  resultou em uma grave denúcia feita por uma adolescente. A denúcia é que a jovem de 17 anos teria sido dopada  e estuprada por 03 estudantes, sendo um do IFPI e dois da UESPI.

Segundo informações, após sofrer os abusos, a garota  teria procurado os professores e relatado a violência sexual. E ao saber do ocorrido os professores ligaram çpara os pais da garota relatando os fatos, o que foi determinado pelo pai da jovem o retorno imediato ao município de  Corrente para tomar as devidas providências em relação ao caso. 

Em nota, o IFPI comunicou que o processo está em fase de tomada de depoimentos e que a aluna não quis registrar boletim de ocorrência, fazer exame de corpo de delito e também recusou assistência médica.

A instituição também comunicou a Uespi, por meio de ofício, sobre o ocorrido. A Universidade Estadual confirmou o recebimento na direção do campus de Corrente e informou que está analisando o caso.

Leia a nota do IFPI na íntegra:

No dia 10 de maio, a Direção Geral do Campus Corrente tomou conhecimento da denúncia de violência sexual sofrida por estudante do Instituto Federal do Piauí durante visita técnica ao estado do Tocantins.

A Direção do Campus consultou, imediatamente, a estudante e seu pai sobre desejo de registro de ocorrência policial, realização de exame de corpo de delito ou assistência médica. A aluna respondeu que não gostaria de tomar tais providências, decisão que foi aceita pelo pai.

Seguindo a recomendação da Organização Didática do IFPI, também foi instaurada uma sindicância para apuração da denúncia. O processo está em fase de tomada de depoimentos.

Quanto ao envolvimento de discentes da Universidade Estadual do Piauí, a Direção Geral do Campus informa que enviou ofício notificando a instituição sobre o ocorrido.

Fonte: Piauihoje

Próxima notícia

Dê sua opinião: